História de gato 'bígamo' vai parar nos tribunais da Itália

História de gato 'bígamo' vai parar nos tribunais da Itália

GERAL -   

GÊNOVA, 30 MAI (ANSA) - A história inusitada do gato "Fiocco" ou "Tequila" se tornou uma verdadeira "novela" em toda a Itália e foi parar nos tribunais de Gênova.   

Isso porque o animal de quatro anos de idade foi, durante seus primeiros dois anos, companheiro fiel de sua dona. Depois disso, passou a frequentar outra casa próxima, a ponto de passar muitas noites ali, e se tornou o animal de estimação da segunda mulher.   

Assim, o pequeno gato "bígamo" ganhou dois nomes: "Fiocco", da primeira dona, e "Tequila", da segunda.   

Tudo corria bem, mas os problemas começaram a surgir depois que a segunda dona do bichano se mudou para outro bairro, em Struppa, Valbisagno, na periferia genovese, e levou o gatinho com ela.   

A dona "oficial" do felino denunciou, então, sua ex-vizinha às autoridades por furtar seu animal de estimação, iniciando uma investigação pelo promotor local, ironicamente, chamado de Emilio Gatti.   

O animal então, foi retirado da casa da segunda dona e devolvido à dona "original". No entanto, revoltada com o veredicto, a nova "proprietária" entrou com um recurso no tribunal e, após a avaliação dos magistrados, não houve a comprovação da primeira mulher como dona do felino. Com isso, "Tequila" voltou para a nova casa. No entanto, a primeira dona informou que vai entrar com um novo recurso, já que ninguém na Justiça de Gênova conseguiu fazer as duas mulheres entrarem em um consenso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br .