Supremo decide manter preso ex-diretor da Petrobras Renato Duque

Supremo decide manter preso ex-diretor da Petrobras Renato Duque

GERAL -   


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu, por unanimidade, manter preso o ex-diretor da área de serviços da Petrobras Renato Duque.

A defesa de Duque queria o mesmo benefício concedido ao ex-ministro José Dirceu, no começo de maio. Mas os ministros entenderam que não há similaridade entre os dois casos.

Renato Duque foi preso há dois anos e condenado a mais de 57 anos por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele ainda responde a outras seis ações.

Os ministros também rejeitaram os pedidos de soltura dos sócios da Construtora Credencial, Eduardo Meira e Flávio Henrique Macedo, denunciados na Lava Jato por lavagem de dinheiro e associação criminosa.