Autoridades acham 16 corpos de marinheiros iraquianos em barco após naufrágio

Autoridades acham 16 corpos de marinheiros iraquianos em barco após naufrágio

GERAL -   

Bagdá, 24 ago (EFE).- Pelo menos 16 corpos de marinheiros iraquianos foram recuperados de um barco que naufragou no sábado após se chocar com outro navio no canal de Jur Abdala, no sul do Iraque, informou nesta quinta-feira o ministro de Transporte iraquiano, Qadem al Hamami.

Em um comunicado, o ministro afirmou que os resgatistas conseguiram tirar os restos do barco iraquiano, que chamava-se "Al Misbar", das águas do canal de Jur Abdala, no sul do Iraque e fronteiriço com o Kuwait, onde foram achados 16 corpos da tripulação.

A fonte acrescentou que os corpos serão levados à base marítima de Om al Qasr, onde receberão as honras militares correspondentes.

Segundo Al Hamami, os "grandes esforços e liderança" da marinha militar permitiu que, após seis dias de trabalhos, puderam tirar o barco das profundidades do canal.

Por outro lado, Riad Sauadi, diretor-geral dos portos marítimos do Iraque, apontou que um tribunal iraquiano proibiu o navio procedente do país caribenho São Vicente e Granadinas e cujo nome é "Royal Arsenal", sair das águas marítimas iraquianas até que termine a investigação do acidente entre os barcos.