"Harvey" retorna à costa dos EUA e seguirá causando fortes chuvas no Texas

"Harvey" retorna à costa dos EUA e seguirá causando fortes chuvas no Texas

GERAL -   

Miami, 29 ago (EFE).- A tempestade tropical "Harvey" deixará nesta quarta-feira as águas do Golfo do México para tocar terra novamente nos Estados Unidos, segundo os prognósticos do Centro Nacional de Furacões (NHC), que alerta para novas chuvas torrenciais sobre o Texas, onde já morreram pelo menos 16 pessoas.

O ciclone, com ventos de 85 quilômetros hora, se move a nove quilômetros por hora rumo ao leste, mas se espera uma mudança de direção para o norte-noroeste esta noite para tocar terra nas primeiras horas de quarta-feira, indicou o NHC em seu último boletim desta terça-feira.

Quando o ciclone alcançar a costa novamente, não se preveem mudanças significativas na força dos ventos de "Harvey", que tocou terra pela primeira vez no Texas na sexta-feira passada com ventos de 215 quilômetros por hora, o que lhe converteu em furacão de categoria 4 na escala Saffir Simpson, de um máximo de 5.

No entanto, o NHC antecipa um "enfraquecimento gradual" a partir desse momento e já situado sobre a área fronteiriça do Texas e da Louisiana.

Dessa forma, "Harvey" poderia se rebaixar para uma depressão tropical na tarde da quarta-feira no seu caminho em direção ao interior do país.

Apesar disso, os meteorologistas alertam que "Harvey" poderia produzir novas chuvas com acúmulos de 15 a 30 centímetros na zona metropolitana de Houston, a cidade mais afetada pelas inundações, bem como no nordeste do Texas e no sudoeste da Louisiana.

Outras tempestades na costa norte do Texas, onde se encontram Houston e Galveston, poderiam atingir um total de 1,2 metros.

Estas chuvas, segundo o NHC, produzem atualmente inundações "catastróficas e potencialmente mortais" em grandes áreas do Texas e da Louisiana.

O outro grande perigo é o aumento do nível do mar nas áreas costeiras, devido à ressaca ciclônica e às altas ondas provocadas pelos fortes ventos, e em algumas zonas se esperam aumentos do nível do mar de até um metro de altura.

As autoridades do Texas elevaram a cifra provisória de mortos pela passagem do furacão "Harvey" para 16, mas reconheceram que provavelmente o número subirá, uma vez que os trabalhos de resgate e as chuvas continuam.