Atentado contra residência de deputado deixa 4 mortos no Afeganistão

Atentado contra residência de deputado deixa 4 mortos no Afeganistão

GERAL -   

Cabul, 30 ago (EFE).- Pelo menos dois agentes de segurança e dois insurgentes morreram nesta quarta-feira em um atentado suicida contra a residência de um deputado afegão na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

O atentado ao conhecido deputado Haji Abdul Zahir Qadir, em Jalalabad, capital de Nangarhar, aconteceu por volta das 10h30 (hora local), depois que um homem-bomba detonou os explosivos que levava na entrada da sua residência.

"De acordo com a informação inicial que temos, dois guardas de segurança do deputado morreram na explosão", afirmou o porta-voz do governador provincial, Attaullah Khogyanai.

De acordo com o porta-voz, um segundo atacante fortemente armado e que estava com um colete lotado de explosivos foi abatido pelas forças de segurança antes de uma nova explosão.

"Neste momentos a situação está calma e sob controle das forças de segurança", afirmou Khogyanai.

Até o momento nenhum grupo exigiu a autoria do ataque em Nangarhar, fronteira com o Paquistão, onde tem seu bastião no país o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), além de uma importante presença de talibãs.

O deputado afegão é conhecido por liderar seu próprio grupo de combatentes na luta contra o Estado Islâmico em algumas partes de Nangarhar.

O atentado de hoje em Cabul acontece depois que na última sexta-feira, um ataque suicida a uma mesquita da minoria xiita na capital afegã deixou 28 mortos e mais de 50 feridos.

Esse ataque foi o primeiro grande movimento no Afeganistão, desde que o presidente americano, Donald Trump, anunciasse no início da semana passada a sua nova estratégia para o país, que inclui o envio de um número indeterminado de tropas.