Ataque na Cisjordânia deixa 3 israelenses mortos e um ferido gravemente

Ataque na Cisjordânia deixa 3 israelenses mortos e um ferido gravemente

GERAL -   

Jerusalém, 26 set (EFE).- Três israelenses morreram e outro ficou gravemente ferido, nesta terça-feira, após um ataque feito por um palestino, que acabou sendo morto pelas forças de segurança, perto de um assentamento israelense no território ocupado da Cisjordânia, de acordo com informações de fontes policiais e médicas.

"As unidades da polícia responderam a um ataque terrorista perto de Har Adar, nos arredores de Jerusalém. Três israelenses foram assassinados e um levado para o hospital em estado grave. O terrorista foi morto", disse em um comunicado, o porta-voz da polícia, Miki Rosenfeld.

Outra porta-voz policial, Luba Samri, informou que o agressor, era morador de Beit Surik, de 37 anos, e "chegou até o acesso do assentamento de Har Adar enquanto os trabalhadores palestinos passavam os controles e entraram no assentamento".

"Ele levantou suspeitas e foi ordenado que ele parasse. Nesse momento, abriu a camisa, tirou uma pistola e, a curta distância, disparou contra os guardas. Os polícias da fronteira responderam imediatamente, dispararam contra ele e o neutralizaram", disse Samri.

A polícia apontou que há uma ordem para não divulgar a identidade o que poderia indicar que alguns ou todos eles são membros das Forças de Segurança.

Um porta-voz do serviço de emergências Estrela Vermelha de Davi (equivalente a Cruz Vermelha) disse que o incidente aconteceu por volta das 7h15 (horário local, 1h45 de Brasília) e acrescentou que suas equipes atenderam quatro feridos "em estado de saúde grave com ferimentos a bala".

"O terrorista foi neutralizado pelas forças de segurança", completou.

As unidades do serviço de emergências informaram da morte de três homens, com idades entre 20 e 30 anos, e um quarto baleado na parte superior do corpo, que foi levado para o hospital em estado grave. EFE

lfp-aca/phg

(foto) (vídeo)