Atirador invade igreja e mata ao menos 26 pessoas no Texas

Atirador invade igreja e mata ao menos 26 pessoas no Texas

GERAL -   


Um homem armado abriu fogo neste domingo (5) em uma igreja da pequena cidade de Sutherland Springs, no sudeste do Texas, nos Estados Unidos, matando pelo menos 26 pessoas e deixando mais de 20 feridas. 

O número de mortos foi informado pelo governador do Texas, Gregg Abbott, durante entrevista coletiva.

De acordo com frequentadores, cerca de 50 pessoas costumam aparecer nesse horário de culto matinal aos domingos.

Reprodução/Twitter
A polícia isolou a área ao redor da Primeira Igreja Batista em Sutherland Springs, no Texas, onde um homem abriu fogo neste domingo (5)
Testemunhas disseram que o atirador entrou na igreja por volta das 11h30 no horário local [15h30 no horário de Brasília] e abriu fogo.

Uma funcionária de um posto de combustível vizinho à igreja disse à rede CNN que ouviu cerca de 20 tiros disparados em sequência durante o culto.

O suspeito fugiu da cena do tiroteio e morreu depois de uma breve perseguição, segundo o xerife do condado Wilson, Joe Tackitt. A perseguição terminou no condado de Guadalupe. Ainda não está claro se o atirador foi morto pelos policiais ou se matou após ser cercado.

O atirador ainda não foi identificado e também não se sabe o que motivou o atentado, informou o FBI (a polícia federal norte-americana).

Filha do pastor da igreja é uma das vítimas

A rede americana ABC informou que a filha do pastor da igreja, Frank Pomeroy, foi uma das pessoas morreram no atentado. Annabelle Renee Pomeroy tinha 14 anos de idade. "Ela era uma criança linda e especial", disse Pomeroy, que estava no Estado de Oklahoma, no momento do tiroteio.

Uma criança de dois anos está entre os feridos, informou o site "Dallas Morning News".

Moradora da cidade, Amanda Mosel afirmou ao jornal San Antonio Express que sua afilhada de 13 anos foi uma das pessoas assassinadas no tiroteio. "Havia talvez umas 50 pessoas lá [na igreja]. É uma igreja pequena e estreita".

Reuters
Equipes de socorro atuam em frente à Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, no Texas, nos EUA, onde um homem abriu fogo neste domingo.
O FBI e equipes de primeiros socorros foram ao local do tiroteio, na cidade de Sutherland Springs, pequena comunidade a 48 km de San Antonio, no sul do Texas. A população local é estimada entre 400 e 700 pessoas, de acordo com autoridades locais.

Helicópteros realizavam transferências de feridos para hospitais de San Antonio.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que está no Japão, se manifestou sobre o ocorrido por meio de uma mensagem na rede social Twitter.

"Que Deus esteja com o povo de Sutherland Springs, no Texas. O FBI [a polícia federal] e agentes da lei estão no local do crime. Estou monitorando a situação do Japão", escreveu.

A ação de hoje ocorre pouco mais de um mês depois de um homem, identificado como Stephen Paddock, de 64 anos, abrir fogo da janela de um dos quartos do Mandalay Bay, famoso cassino e resort, durante um festival de música country na cidade de Las Vegas . Ao todo, 59 pessoas morreram e outras 500 ficaram feridas.

E acontece dois anos depois que o supremacista branco Dylann Roof entrou em uma igreja historicamente frequentada por fiéis afro-americanos em Charleston, na Carolina do Sul, e matou nove pessoas .