Castro recebe dignatário namíbio em 1º ato oficial depois de deixar o poder

Castro recebe dignatário namíbio em 1º ato oficial depois de deixar o poder

GERAL -   

Havana, 5 mai (EFE).- O ex-presidente cubano Raúl Castro recebeu neste sábado em Havana o vice-presidente da Namíbia, Nangolo Mbumba, no primeiro ato oficial como líder do governante Partido Comunista de Cuba (PCC, único legal) desde que deixou a Presidência do país nas mãos de Miguel Díaz-Canel.

Castro se reuniu em um "ambiente fraternal" com Mbumba, que visitou Cuba para a comemoração do 40º aniversário do "Massacre de Cassinga", nome que dá o país caribenho a uma operação militar do exército da África do Sul contra um acampamento namíbio em Angola, da qual participaram forças cubanas.

Os dirigentes conversaram sobre "as prioridades das respectivas nações", "relembraram passagens da luta pela libertação da Namíbia" e ressaltaram "a força dos laços históricos que unem ambos os povos", segundo uma breve nota oficial do encontro.

Na reunião também estiveram presentes ministros e altas figuras militares de ambos os países, entre eles o chanceler cubano Bruno Rodríguez e o vice-ministro primeiro e chefe de Estado Maior Geral do Exército cubano, Álvaro López Miera.

Desde sua chegada a Havana na quarta-feira passada, o vice-presidente namíbio cumpriu uma variada agenda que incluiu a cerimônia pelos 40 anos do bombardeio a Cassinga, que aconteceu em 4 de maio de 1978 e onde morreram cerca de 600 refugiados namíbios, entre eles 300 crianças, e 16 soldados cubanos.

O encontro com Mbumba é o primeiro evento oficial no qual Raúl Castro serve como anfitrião desde que foi substituído por Miguel Díaz-Canel.