Crescimento do setor privado se desacelera em julho na Zona Euro

Crescimento do setor privado se desacelera em julho na Zona Euro

GERAL -   

Bruxelas, 24 Jul 2018 (AFP) - O crescimento da atividade privada se desacelerou em julho na Zona Euro, após um leve salto em junho - anunciou a consultoria Markit em uma primeira estimativa divulgada nesta terça-feira (24).

O índice PMI, elaborado com dados de 5.000 empresas dos setores manufatureiro e de serviços, caiu para 54,3 pontos em julho nos 19 países da União Europeia, contra os 54,9 pontos do mês anterior.

Um índice superior a 50 reflete uma progressão da atividade, e um número inferior, um recuo.

"Embora a taxa de crescimento continue sendo relativamente robusta em julho, a diminuição dos novos pedidos recebidos e a redução das expectativas de atividade comercial futura se somaram ao panorama pessimista", aponta Markit em um comunicado.

Nesse sentido, ressaltou Chris Williamson, analista da IHS Markit, o "grande aumento da preocupação com as guerras comerciais", especialmente no setor manufatureiro, e a "melhora da demanda interna" em ambos os setores.

"A grande questão daqui para frente será quanto tempo se poderá manter a demanda interna suficientemente resistente para amortizar o possível impacto adverso na economia da Zona Euro de uma crescente guerra comercial", apontou.

Em 12 de julho, a Comissão Europeia reduziu em dois décimos suas previsões de expansão para a economia da Zona Euro em 2018, a 2,1% do PIB, indicando a tensão comercial com os Estados Unidos como um dos fatores que prejudicam a recuperação da economia do euro.

Segundo Markit, os dados de julho do setor privado sugerem que a expansão da Zona Euro para o terceiro trimestre de 2018 seria de 0,4% do PIB, um décimo inferior ao crescimento antecipado pelas pesquisas entre abril e junho em seu conjunto.