Trump decide 'adiar' próximo encontro com Putin

Trump decide 'adiar' próximo encontro com Putin

GERAL -   

WASHINGTON, 25 JUL (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu adiar para 2019 seu próximo encontro com o mandatário da Rússia, Vladimir Putin.   

Uma semana após ter dito que o magnata pedira para convidar o líder russo no próximo outono boreal, a Casa Branca informou nesta quarta-feira (25) que o encontro deve ocorrer apenas no ano que vem, por causa do inquérito sobre as interferências de Moscou nas eleições de 2016.   

"O presidente acredita que o próximo bilateral com o presidente Putin deve ocorrer após o fim da caça às bruxas do 'Russiagate'", afirmou o conselheiro para Segurança Nacional do governo dos EUA, John Bolton.   

Trump e Putin se encontraram pela última vez em 16 de julho, em Helsinque, na Finlândia. Na ocasião, o presidente da Rússia deu ao magnata uma bola oficial da Copa do Mundo, que hoje virou motivo de alarme nos Estados Unidos, por conta do chip NFC, capaz de transmitir dados para dispositivos eletrônicos.   

"Eu nunca levaria essa bola para a Casa Branca", disse o senador republicano Lindsey Graham, citado pela agência "Bloomberg", que levantou a questão, embora a presença do chip não seja nenhuma novidade.   

Na cúpula de Helsinque, Trump desacreditou os serviços de inteligência dos EUA e disse não ter motivos para crer que a Rússia tenha tentado interferir nas eleições de 2016.   

Pressionado pelo seu próprio partido, o presidente dos EUA recuou e garantiu ter plena confiança nos relatórios que incriminam Moscou. Além disso, afirmou que o próprio Putin tem responsabilidade no caso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br .