Europa permanece sofrendo com incêndios e calor recorde

Europa permanece sofrendo com incêndios e calor recorde

GERAL -   

Paris, 28 Jul 2018 (AFP) - A onda de calor que sufoca a Europa manteve nesta sexta-feira as temperaturas em níveis próximos aos recordes históricos, enquanto os bombeiros seguiam combatendo vários incêndios florestais.

- Governo da Grécia assume responsabilidade -Na Grécia, o premier Alexis Tsipras assumiu a responsabilidade política pelos devastadores incêndios que deixaram ao menos 87 mortos, segundo o último boletim.

Em discurso à Nação transmitido "ao vivo", Tsipras disse que queria "assumir integralmente diante do povo grego a responsabilidade política por esta tragédia".

Na localidade de Mati, a mais afetada pelos incêndios, as equipes de resgate seguiam procurando desaparecidos entre os escombros e árvores calcinados.

Na véspera, o vice-ministro da Defesa Cidadã, Nikos Toskas, avaliou que os incêndios poderiam ter origem criminosa.

- Alemanha ameaçada por incêndios -A Alemanha suportou temperaturas próximas aos recordes históricos, com previsões de quase 39°C.

Os bombeiros combatiam as chamas na região de Fichtenwalde, a sudoeste de Berlim, e também na Saxônia-Anhalt.

Em Berlim, a polícia utilizou um carro com canhão d'água para regar o amarelado gramado do parlamento, o Reichstag.

- Reino Unido salvo pela chuva -Londres, onde a imprensa previa "um forno" para esta sexta-feira, teve o calor reduzido por uma forte chuva que caiu no final da tarde.

Os especialistas haviam advertido para temperaturas de até 38,5°C na capital britânica.

A empresa operadora do Eurotunnel cancelou muitas passagens devido a "temperaturas extremas" e a problemas no ar-condicionado das composições.

Os bombeiros de Londres pediram às autoridades locais que proíbam churrascos nos parques.

- Noite quente na Holanda -A Holanda registrou 1.143 incêndios florestais nos primeiros 25 dias de julho, contra 187 em todo o mês de julho do ano anterior.

A noite de quinta-feira foi a mais quente da história, com temperaturas de até 24,4°C.

- Suécia proíbe churrascos -Na Suécia, as autoridades informaram 17 incêndios florestais ainda ativos, após conseguirem sufocar vários outros.

No sul do país, os habitantes sofreram com um calor que superou o recorde ma histórico de 34,6°C.

No final de semana as chuvas devem dar uma trégua no calor e nos incêndios, mas permanece a proibição de churrascos e fogueiras nos parques.

- França aliviada pela chuva -Após um calor de 37°C na quinta-feira, Paris recebeu o alívio da chuva nesta sexta e há previsão de tempestades no final de semana, segundo a agência meteorológica Meteo-France.

- Bélgica decreta alerta de calor -A Bélgica decretou alerta diante do calor e o dia 26 de julho foi o mais quente já registrado, com máxima de 34°C, segundo o meteorologista David Dehenaw.

bur-stg/lr

GROUPE EUROTUNNEL