Vagner Mancini não resiste à goleada e é demitido do Vitória

Vagner Mancini não resiste à goleada e é demitido do Vitória

GERAL -   

  • Tiago Caldas / E.C Vitória.

Vagner Mancini não resistiu à goleada sofrida para o Atlético-PR, neste domingo (29), e foi demitido do Vitória. Após o confronto realizado na Arena da Baixada, o presidente do clube, Ricardo Davi, foi o único do clube baiano a conversar com a imprensa. E para anunciar a demissão.

"Após o resultado de hoje, nós, da diretoria do Esporte Clube Vitória, nos reunimos e decidimos que o treinador Vagner Mancini não segue no nosso comando técnico. Nós queremos agradecer o treinador por todo o trabalho, um ano de trabalho. E que, de imediato, estamos tomando todas as providências no sentido de buscar um novo comando técnico", afirmou o mandatário.

Além da derrota elástica deste domingo, pesou para o treinador outra goleada: justamente para o Bahia, o maior rival do Leão, por 4 a 1, no último domingo (22). Depois de lá, Mancini teve de lidar com a pressão.

Há quatro dias, Mancini tinha completado um ano à frente da equipe, nesta que foi a sua quarta passagem pelo Rubro-Negro baiano. Em comunicado oficial, o clube seguiu o discurso de seu presidente, "agradeceu pelos serviços prestados" e "desejou boa sorte ao profissional", que esteve no comando técnico do Leão em 216 partidas.

Confira o comunicado na íntegra:

"O Esporte Clube Vitória comunica que Vagner Mancini não é mais o técnico da equipe principal do Clube. A saída do treinador foi definida na noite deste domingo (29).

O Vitória agradece os serviços prestados e deseja boa sorte ao profissional, que esteve à frente do comando técnico do Leão em 216 partidas".