Neymar desabafa: "Você pode jogar as pedras fora e me ajudar a se levantar"

Neymar desabafa: "Você pode jogar as pedras fora e me ajudar a se levantar"

GERAL -   


Em um depoimento com tons de desabafo, Neymar finalmente se defendeu após as críticas sofridas mundialmente pelo desempenho na Copa do Mundo, disputada na Rússia. O camisa 10 da seleção brasileira foi alvo de piadas que viralizaram mundialmente pelos lances que reclamava de faltas sofridas pelos rivais, além de criticado pelo silêncio após a derrota por 2 a 1 para a Bélgica pelas quartas de final. 

O desabafo ocorreu por meio de comercial da marca Gillette, que foi ao ar neste domingo (29) durante o Fantástico, da Rede Globo. No depoimento, o atacante disse que sentiu as críticas e pediu ajuda da torcida para se reerguer. 

"Você pode continuar jogando pedra, ou pode jogar essas pedras fora e me ajudar a ficar de pé, porque quando fico de pé, o Brasil inteiro levanta comigo", disse o jogador do PSG, no vídeo, que também foi divulgado em suas redes sociais logo depois.

No comercial, Neymar se defendeu das acusações de ser mimado. ""Podem achar que exagero, mas o real é que sofro dentro de campo. Na boa, você não imagina o que passo fora dele. Quando pareço malcriado, não é porque sou mimado. É que não aprendi a me frustrar".

Veja na íntegra o texto lido por Neymar

"Trava de chuteira na panturrilha, joelhada na coluna, pisão no pé. Você pode achar que eu exagero, e às vezes eu exagero mesmo. Mas a real é que eu sofro dentro de campo. Agora, na boa, você não imagina o que eu passo fora dele. Quando eu saio sem dar entrevista, não é porque eu só quero os louros da vitória, mas porque eu ainda não aprendi a te decepcionar. Quando eu pareço malcriado, não é porque eu sou um moleque mimado, mas é porque eu não ainda não aprendi a me frustrar. Dentro de mim ainda existe um menino. Às vezes ele encanta o mundo, e às vezes ele irrita todo mundo. E minha luta é para manter esse menino vivo, mas dentro de mim, e não dentro e campo. Você pode achar que eu caí demais, mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei. Isso dói muito mais do que qualquer pisão ou tornozelo operado. Eu demorei para aceitar as suas críticas, eu demorei para me olhar no espelho e me transformar em um novo homem, mas hoje eu estou aqui, de cara limpa e de peito aberto. Eu caí, mas só quem cai pode se levantar. Você pode continuar jogando pedra, ou pode jogar essas pedras fora e me deixar a ficar de pé. E quando eu fico de pé, parça, o Brasil inteiro levanta comigo."