Tucanos falam sobre o legado de Doria na Prefeitura de São Paulo

Tucanos falam sobre o legado de Doria na Prefeitura de São Paulo

GERAL -   

  • Luiz Cláudio Barbosa/Estadão Conteúdo

    O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria, durante convenção

    O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria, durante convenção

O PSDB paulista confirmou a candidatura do ex-prefeito da capital João Doria para concorrer ao governo de São Paulo. A convenção foi realizada no último sábado (28) e contou com a participação do pré-candidato tucano à presidência, Geraldo Alckmin, dezenas de lideranças políticas e milhares de simpatizantes e correligionários do PSDB.

É a primeira vez que Doria concorre ao posto. Em 2016, ele foi eleito prefeito de São Paulo com 3 milhões de votos (53% dos votos válidos) em primeiro turno, feito inédito na capital paulista. Doria derrotou o então prefeito da capital paulista, Fernando Haddad (PT).

Em abril deste ano, Doria deixou a prefeitura após 15 meses de mandato, apesar de afirmar por várias vezes durante a campanha que ficaria quatro anos na prefeitura. Apesar do pouco tempo no cargo, a gestão Doria foi agitada e polêmica .

Agora, ele tentará chegar ao palácio dos Bandeirantes com uma aliança formada por PSD, DEM, PP, PRB e PTC. Rodrigo Garcia, do DEM, será o vice. Segundo as últimas pesquisas de opinião, ele lidera a corrida eleitoral no maior colégio eleitoral do país.

A reportagem do UOL ouviu simpatizantes do tucano durante a convenção para saber qual o principal legado de Doria após 15 meses no comando da maior cidade do país. Assista e comente.