Renato pede reforço de "zagueiro bom" e volta a defender rodízio no Grêmio

Renato pede reforço de "zagueiro bom" e volta a defender rodízio no Grêmio

GERAL -   


Nem mesmo a opção por poupar os titulares da partida contra a Chapecoense no último domingo (29) livrou o técnico Renato Gaúcho de problemas por conta de questões físicas. O comandante gremista perdeu o zagueiro Bressan por lesão durante o empate em Chapecó . Com a baixa às vésperas de sequência decisiva na temporada, o treinador aproveitou para reforçar a necessidade de peças de reposição para o elenco.

Apesar de pedir mais um nome para o setor defensivo, o treinador ressaltou também que quer um "zagueiro bom" para ajudar o Grêmio com a maratona de jogos no segundo semestre. Além do Campeonato Brasileiro, o time gaúcho segue na luta na Libertadores e Copa do Brasil.

"Precisamos [de um zagueiro], é lógico. Mas não adianta trazer por trazer. Temos que trazer um zagueiro bom que vá nos ajudar, até porque temos três competições difíceis. Infelizmente perdemos o Bressan, pelo menos umas três semanas. Mas não é porque machucou que vamos atrás. A gente vem procurando, mas peço que seja um zagueiro bom, que se encaixe no grupo Grêmio e que possa nos ajudar", destacou o treinador.

A lesão de Bressan também serviu para Renato defender mais uma vez o rodízio na equipe entre as competições. Diante da Chapecoense, o treinador optou por jogadores que não vinham atuando regularmente na temporada, visando a partida contra o Flamengo, na próxima quarta-feira (1º), pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Em 2017, o Grêmio "abriu mão" do Campeonato Brasileiro e priorizou a disputa da Libertadores. No que depender de Renato Gaúcho, a variação entre as escalações deve ser mantida neste ano.

"Há dois anos que falo a mesma coisa. Jogador de futebol não é robô, às vezes tem que descansar. Colocamos os reservas e perdemos o Bressan. Imagina se colocássemos os titulares e perdemos dois, três jogadores. Vai continuar jogando uma equipe na Copa do Brasil e outra no Brasileiro, até porque na próxima semana temos um jogo difícil pela Libertadores", disse o técnico, citando a partida contra o Estudiantes-ARG, no dia 7 de agosto, pelas oitavas de final da competição continental.

Enquanto Renato poupou os titulares neste domingo, o Flamengo, adversário da próxima quarta-feira, jogou com força máxima diante do Sport, no Maracanã. Para o técnico gremista, no entanto, o time carioca pôde optar pela equipe principal por estar atuando em casa, sem a necessidade de uma longa viagem.

"Jogar em casa contra o Sport é mole, queria ver se fosse em Recife. É assim que eu penso, por isso que minha equipe foi reserva hoje", acrescentou.

Nas próximas semanas, o Grêmio terá uma sequência de jogos decisivos em competições diferentes. O primeiro será diante do Flamengo, pela Copa do Brasil, na quarta-feira. No domingo (5), os gaúchos voltam a enfrentar os cariocas, mas desta vez pelo Brasileirão, em duelo que pode aproximar os gremistas da briga pela ponta da tabela - atualmente, a equipe é quarta colocada. Por fim, no dia 7, o adversário será o Estudiantes pela Libertadores.