Turquia boicotará os produtos eletrônicos dos EUA, diz Erdogan

Turquia boicotará os produtos eletrônicos dos EUA, diz Erdogan

GERAL -   

Istambul, 14 ago (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta terça-feira que seu país, sancionado por Washington, boicotará os produtos eletrônicos americanos.

"Vamos boicotar os produtos eletrônicos dos Estados Unidos. Se eles têm iPhone, no outro lado há Samsung", declarou o líder em discurso televisionado diante dos membros de seu partido, o governante "AKP".

O anúncio do chefe de Estado e de Governo faz parte da recente escalada de tensões diplomáticas entre os Estados Unidos e a Turquia por causa da detenção de um pastor protestante americano na Turquia há dois anos, que permanece em prisão domiciliar.

O Governo americano impôs sanções a dois ministros turcos e duplicou as tarifas ao aço e alumínio da Turquia, o que aumentou a desconfiança dos investidores no país eurasiático e acelerou a queda da lira turca, que perdeu mais de 25% de seu valor em um mês.

Erdogan voltou a definir a desvalorização da moeda turca como consequência de um "ataque econômico" desde o exterior.

"Podemos fazer duas coisas: uma em economia e a outra na política. Tomamos as medidas que a economia necessita e seguiremos fazendo. O mais importante é manter uma posição política forte", afirmou o líder.