Egito tenta se informar do estado de peças do Museu Nacional após incêndio

Egito tenta se informar do estado de peças do Museu Nacional após incêndio

GERAL -   

Cairo, 3 set (EFE).- O Ministério de Relações Exteriores do Egito entrou em contato nesta segunda-feira com as autoridades brasileiras para conhecer o estado das peças arqueológicas egípcias que faziam parte da coleção do Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruído quase em sua totalidade por um incêndio.

A pasta de Exteriores explicou, em um comunicado, que a pedido do Ministério de Antiguidades egípcio, entrou em contato com a embaixada do Egito em Brasília para que esclareça em que estado se encontram as peças procedentes do país.

Além disso, o Egito expressou sua disposição a proporcionar ao Brasil, através do Departamento de Antiguidades, "a experiência técnica no âmbito de proteção do patrimônio e restauração de todo tipo de peças arqueológicas" de todas as épocas.

A pasta de Exteriores acrescentou que o governo egípcio se interessou por esses objetos depois de ter se informado das notícias de "um grande incêndio no Museu Nacional de Rio de Janeiro" e "dos danos severos que sofreram as peças arqueológicas conservadas no Museu".

Além disso, considerou o incidente como "uma grande perda de um patrimônio mundial de valor incalculável", pela qual expressou seu "apoio absoluto" ao Brasil após o incêndio.