Após 'maratona', Palmeiras deve ter quase o 'time A' contra Atlético-PR

Após 'maratona', Palmeiras deve ter quase o 'time A' contra Atlético-PR

GERAL -   


Em decorrência do mau tempo em Chapecó (SC), a delegação do Palmeiras não pôde pegar um voo direto a São Paulo e precisou viajar por quase sete horas de ônibus até Porto Alegre (RS), de onde então tomou um avião à capital paulista. Depois de jogar no campo pesado da Arena Condá e do desgastante deslocamento para voltar, Luiz Felipe Scolari deve mudar mais uma vez sua equipe.

Na quarta, o Verdão recebe o Atlético-PR às 21h, no Allianz Parque, e não terá Luan, Diogo Barbosa e Hyoran - todos levaram o terceiro cartão amarelo contra a Chapecoense. Weverton, Mayke, Borja e Willian são do "time A" e começaram contra a Chape; tem chance, portanto, de ganhar descanso desta vez.

Em compensação, Antônio Carlos, Moisés e Dudu, poupados do jogo de domingo, provavelmente voltam.

A escalação para este jogo deve ser mais próxima à dos confrontos de mata-mata, considerada a principal. Isto porque Felipão já disse que no clássico contra o Corinthians, domingo, não usará a mesma equipe que atuará na quarta que vem, contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil.

Jailson, com dores no ombro, Marcos Rocha, que vinha lidando com um incômodo no joelho, além de Gustavo Scarpa e Guerra, ambos em transição entre a parte física e técnica, foram ausências na viagem e ainda não se sabe se ao menos o lateral poderá enfrentar o Furacão.

Com quatro vitórias e dois empates no Brasileiro desde que Scolari voltou, o Palmeiras é o quinto colocado, a seis pontos do líder São Paulo. O técnico diz que embora vá mudar a escalação antes de jogos da Libertadores e Copa do Brasil, está na briga também pelo campeonato nacional.