Indonésia enterra em valas comuns vítimas de terremoto e tsunami

Indonésia enterra em valas comuns vítimas de terremoto e tsunami

GERAL -   

Palu (Indonésia), 1 out (EFE).- As autoridades da Indonésia começarão nesta segunda-feira a enterrar em uma vala comum centenas de mortos vítimas do terremoto seguido de um tsunami que sacudiu na sexta-feira a ilha de Célebes, enquanto continua a busca por vítimas e sobreviventes.

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB), Sutopo Purwo Nugroho, disse que a fossa será aberta nos arredores de Palu, a cidade mais afetada com 821 dos 832 mortos registrados segundo o último balanço oficial.

Sutopo acrescentou que a decisão de abrir a vala comum foi tomada para prevenir a propagação de epidemias e que nela serão enterradas as vítimas que tenham sido identificadas, em mensagem em sua conta no Twitter.

Enquanto isso, as equipes de resgate continuam a busca por sobreviventes e de mais vítimas sob os escombros dos prédios que desmoronaram com o terremoto de magnitude 7,5 graus na escala Richter, que também levou 540 pessoas a serem hospitalizada e à situação de deslocadas de pelo menos outras 16.732.

Ao mesmo tempo, as autoridades trabalham para restabelecer serviços básicos como o fornecimento de energia elétrico em Palu, aonde está amanhã foram enviados vários geradores em um avião Hércules da força aérea indonésia, segundo o porta-voz da BNPB.

O aeroporto de Palu foi neste domingo reaberto para voos comerciais, embora as autoridades tenham avisado que será dada prioridade à ajuda humanitária.

O Ministério de Saúde do país se encarrega de abastecer de pessoal e material médico uma região onde faltam especialistas em ortopedia, cirurgiões gerais, neurocirurgiões, anestesistas e enfermeiras.