Com United em crise, Mourinho se nega a falar de Zidane e desafia repórter

Com United em crise, Mourinho se nega a falar de Zidane e desafia repórter

GERAL -   

  • Reuters/Andrew Couldridge

O pior início no Campeonato Inglês em 29 anos, discussão pública com o maior astro do elenco a escassez de títulos relevantes deixam José Mourinho e o Manchester United em crise. Nesta segunda-feira (1), véspera do confronto com o Valencia, pela segunda rodada do Grupo H da Liga dos Campeões, o treinador se recusou a responder uma pergunta sobre Zinedine Zidane, tricampeão europeu e apontado como sombra para o comando do clube mais vencedor da Inglaterra.

Diante da pergunta de um repórter espanhol, que questionou se procedia a informação de que Zizou, livre no mercado depois de deixar o Real Madrid, telefonou para Mourinho para tranquilizá-lo a respeito das pretensões de assumir a comissão técnica do United, o português desafiou o jornalista.

"Pergunte para a pessoa que está sentada atrás de você, porque foi quem escreveu", disse, apontando para um repórter do tabloide inglês The Sun. Os profissionais de imprensa protagonizaram um momento incomum em entrevistas coletivas de imprensa ao conversarem ao microfone enquanto colegas e Mourinho observavam. O jornalista inglês reafirmou para o técnico o conteúdo publicado, o que provocou risos dos presentes.

"Ele colocou uma escuta no meu telefone", continuou Mourinho, sorrindo.

No último sábado, o United perdeu por 3 a 1 para o West Ham, em Londres, e aumentou a pressão sobre a metade vermelha de Manchester. Com três derrotas, um empate e três vitórias, este é o pior desempenho dos Diabos Vermelhos na Premier League desde a sua criação, em 1992. Só o time de Alex Ferguson, na campanha 1989-90, somou menos pontos: sete pontos em sete partidas.

"O motivo de não ganharmos jogos é o mesmo de quando vencemos: responsabilidade coletiva. A performance no campo é consequência de muitos fatores", afirmou Mourinho, que ainda aproveitou para alfinetar a postura de alguns dos seus comandados. "A reação dos jogadores (aos resultados) é diferente uma da outra, mas às vezes o que você vê não é exatamente o que está dentro de cada um. Vejo pessoas tristes, outras mais ou menos, outras parecendo que não perderam uma partida. Alguns se preocupam mais do que outros. Não vou dizer quem são".

Mourinho e Paul Pogba, a grande estrela do elenco, discutiram durante um treino na semana passada. Dias antes, o técnico havia comunicado ao campeão do mundo de que ele perdera o status de um dos capitães do time e que ele nunca mais vestiria a braçadeira sob seu comando.

Na Liga dos Campeões, o United estreou, em setembro, com vitória por 3 a 0 sobre o modesto Young Boys, da Suíça, fora de casa, enquanto o Valencia perdeu para a Juventus, na Espanha, por 2 a 0.