Khashoggi 'certamente está morto', diz Trump e alerta para consequências 'muitos severas' contra Arábia Saudita

Khashoggi 'certamente está morto', diz Trump e alerta para consequências 'muitos severas' contra Arábia Saudita

GERAL -   

  • Ludovic marin/AFP

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (18) acreditar agora que o jornalista Jamal Khashoggi está morto e alertou para consequências "muito severas" se a Arábia Saudita for considerada responsável.

"Certamente parece isso para mim. É muito triste", disse Trump a jornalistas quando perguntado se ele acreditava que Khashoggi, que desapareceu há mais de duas semanas, não está mais vivo.

Além disso, o presidente americano garantiu que se a Arábia Saudita for responsável por sua morte, como especulam muitos meios de comunicação com base em provas de áudio gravadas no consulado em 2 de outubro, quando desapareceu, as consequências para o reino serão "severas", acrescentou o mandatário americano.

"É um caso muito ruim, mas veremos o que acontece", disse.

O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, havia anunciado nesta quinta-feira que não assistirá a uma conferência econômica celebrada em Riad, em um sinal do endurecimento da posição de Washington contra a Arábia Saudita.

No começo desta semana, Trump havia levantado a possibilidade de que o jornalista tivesse sido assassinado por pessoas não relacionadas ao poder saudita.