Bombeiro atravessa rio a nado após ser libertado por sequestradores em MT

Bombeiro atravessa rio a nado após ser libertado por sequestradores em MT

GERAL -   


Um sargento do Corpo de Bombeiros precisou atravessar um rio a nado depois de ser sequestrado em Cuiabá nesta quinta-feira (18). Os bandidos mandaram a vítima descer do carro no meio de uma estrada de terra em Várzea Grande, na região metropolitana da cidade, segundo relatos do bombeiro. Para voltar, ele pulou no rio Cuiabá e nadou até a outra margem, já na capital.

O homem foi rendido à noite quando chegava em casa com a mulher. Com o objetivo de roubar o veículo do casal, os criminosos obrigaram o sargento a entrar no automóvel em que estavam, mas pouparam a parceira dele. Três sequestradores seguiram com o refém para o bairro Carrapicho, no município de Várzea Grande, conhecido por ser um local de desova de carros roubados.

Leia mais:

  • Familiares buscam adolescente desaparecida há um mês no DF: "A mãe dela só chora"
  • Suspeito de desviar R$ 400 mi abre mão de bens em troca de prisão domiciliar
  • Apartamentos da USP têm suásticas pichadas nas portas; alunos reclamam de insegurança

Segundo a vítima, a escolha do alvo não havia sido premeditada, pois os ladrões só descobriram que ele era bombeiro quando viram sua farda no banco da frente do carro.

A polícia foi acionada após o sequestro, mas pelos próprios criminosos. Para despistar os policiais, eles ligaram para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e fizeram uma denúncia falsa: disseram que um automóvel da mesma marca do carro do bombeiro havia sido abandonado em uma região completamente fora do trajeto que estavam estavam fazendo. 

Depois de algum tempo na estrada, os bandidos pararam e mandaram o sargento descer e correr para um matagal próximo. Em depoimento, ele contou que chegou a ser seguido por um dos ladrões, que estava armado, mas quando percebeu que estava na beira do rio, jogou-se na água e nadou até o outro lado. Assim, chegou a um bairro na periferia de Cuiabá, onde conseguiu pedir socorro e acionar a polícia.

O Corpo de Bombeiros informa que, apesar do susto, o bombeiro passa bem. Os ladrões ainda não foram localizados, tampouco o carro roubado.