Sem vencer fora de casa no BR, Atlético-PR pega brasileiro na Sul-Americana

Sem vencer fora de casa no BR, Atlético-PR pega brasileiro na Sul-Americana

GERAL -   

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    Nunes considerou bom o empate entre Atlético e São Paulo no Morumbi, mas jejum igual recorde negativo

    Nunes considerou bom o empate entre Atlético e São Paulo no Morumbi, mas jejum igual recorde negativo

O empate em 0 a 0 com o São Paulo no Morumbi, na noite deste sábado (20) foi considerado "bom" pelo técnico Tiago Nunes, do Atlético-PR, que disse ter gostado da atuação da equipe, a despeito do time igualar um recorde negativo na história do clube : agora são 15 jogos sem vitórias longe de Curitiba, fato que só ocorreu em 2008. Com boas chances de derrotar o time paulista, o Atlético acabou se contentando com um ponto.

"Vencer ou não vencer fora de casa é algo que incomoda muito mais o torcedor do que a gente. Nosso foco é jogar bem e a gente sabe que dentro da nossa casa o adversário também nos respeita bastante", disse Nunes. Agora, o Furacão desafia o tabu contra times da Série A do Brasileirão ao encarar o Bahia, quarta-feira (24) às 21h45 em Salvador, num duelo nacional em outra competição: a Copa Sul-Americana.

"O jogo pela Sul-Americana é contra um adversário que venceu fora hoje", disse Nunes, citando a vitória dos baianos sobre o Botafogo (1 a 0) no Rio de Janeiro, "um adversário forte, que nós já enfrentamos no Brasileiro, e nós queremos ter a personalidade que nós tivemos hoje. Vamos enfrentar um fator local muito difícil lá, a Fonte Nova lotada." Pelo Brasileirão, empate em 0 a 0 em Salvador e vitória atleticana por 2 a 0 em Curitiba.

Na competição continental, o Atlético já venceu dois jogos longe de seus domínios. Goleou o Peñarol por 4 a 1 em Montevidéu e fez 2 a 0 no Caracas, na Venezuela. Em toda a temporada, foram apenas outras quatro vitórias longe da Arena da Baixada, todas pelo Paranaense, também com Tiago Nunes comandando o time Sub-23: Paraná (3 a 0), Coritiba (1 a 0), Cascavel (1 a 0) e Prudentópolis (2 a 1).