Liga Árabe elogia "preocupação" de Riad em investigar morte de Khashoggi

Liga Árabe elogia "preocupação" de Riad em investigar morte de Khashoggi

GERAL -   

Cairo, 21 out (EFE).- A Liga Árabe apoiou neste domingo a Arábia Saudita e aplaudiu sua "grande preocupação" em investigar e chegar à verdade da morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi, que morreu, segundo as autoridades sauditas, em uma "briga" no seu consulado em Istambul.

A Secretaria Geral da Liga Árabe elogiou as decisões adotadas pelo rei saudita, Salman bin Abdulaziz, e as considerou como uma "mostra da grande preocupação para se chegar à verdade deste incidente e tomar as medidas legais contra as pessoas envolvidas no caso", segundo um comunicado emitido pelo organismo.

De acordo com a Promotoria Geral saudita, o jornalista morreu em uma "briga" e "enfrentamento com as mãos", que aconteceu por causa das conversas que teve no interior do consulado com indivíduos que ainda não foram identificados pelas autoridades.

A Promotoria afirmou que as investigações continuam e que 18 pessoas de nacionalidade saudita estão detidas em relação ao caso.

Ao mesmo tempo, foram cassados o vice-diretor dos serviços secretos saudita, Ahmad Asiry, e o membro da Corte Real, Saud Qahtany, por estarem supostamente envolvidos no caso.

A Liga Árabe reafirmou sua rejeição à "politização" da morte do dissidente, em referência às possíveis "sanções econômicas ou medidas unilaterais contra o reino, que continua sendo um pilar importante da segurança e estabilidade em nível regional e internacional".