Acidente deixa 2 mortos e 20 trabalhadores presos em mina na China

Acidente deixa 2 mortos e 20 trabalhadores presos em mina na China

GERAL -   

(atualiza com informação de mortos)

Pequim, 21 out (EFE).- Dois dos 21 trabalhadores presos no interior de um túnel após o desprendimento de uma rocha em uma mina de carvão na província de Shandong, no leste da China, morreram, informaram neste domingo as autoridades locais.

A roicha se soltou em uma seção de um túnel de drenagem de água e bloqueou a saída de parte das 334 pessoas que nesse momento trabalhavam na mina, situada no distrito de Yuncheng.

Os serviços de emergência conseguiram retirar 312 trabalhadores, mas 22 ficaram presos, segundo explicou Zhai Minghua, porta-voz da companhia Shandong Energy Group, proprietária da mina.

O acidente aconteceu por volta de 11h de sábado (horário local, 21h de sábado em Brasília). Já se conseguiu recuperar a ventilação em 200 metros da parte atingida do túnel, embora ainda restem perto de 50 metros para se desbloquear.

A busca pelas 20 pessoas que ainda continuam presas e dos dois corpos foi dificultada pelo desprendimento de rochas fraturadas no túnel, disse Zhai.

As causas do acidente estão sendo investigando, embora as fraturas de rochas acontecem habitualmente, devido às explosões que acontecem nas minas.

Mais de 170 membros das equipes de resgate, incluindo bombeiros, trabalham no local para resgatar os mineradores presos.

No começo de agosto 13 mineradores morreram em outra explosão registrada em uma mina no sul da China.

As minas chinesas, especialmente as de carvão, registram alta incidência de acidentes e estão entre as mais perigosas do mundo, embora nos últimos anos o número de acidentes fatais tenha caído bastante.

Em 2017 só nas minas de hulha chinesas houve 219 acidentes com 375 mortos, embora esse número de mortes represente queda de 28,7% em relação a 2016.