Ataque de rebeldes ugandeses deixa 11 mortos na RDC

Ataque de rebeldes ugandeses deixa 11 mortos na RDC

GERAL -   

Beni, RD Congo, 21 Out 2018 (AFP) - Ao menos 11 pessoas morreram e 15 foram sequestradas, incluindo 10 menores de idade, em um ataque no sábado à noite de rebeldes ugandeses das Forças Democráticas Aliadas (ADF) em Beni, leste da República Democrática do Congo (RDC).

O balanço do ataque em Matete, ao norte de Beni, foi confirmado à AFP pelo coronel Safari Kazingufu, chefe de polícia de Beni.

"O ataque foi contido, mas infelizmente há mortos entre civis e militares", disse o porta-voz do exército na região, o capitão Mak Hazukay.

Hazukay não revelou o número de vítimas militares.

A Missão das Nações Unidas na RDC (MONUSCO) informou que os capacetes azuis trocaram tiros no sábado com supostos rebeldes em Beni.

A ADF, milícia ugandesa muçulmana, é acusada por vários ataques que deixaram centenas de mortos entre os civis desde outubro de 2014 e pela morte de 15 capacetes azuis tanzanianos em um ataque em dezembro de 2017.

ak-mbb/jlb/pa/me/fp