CBF boicota trabalho do treinador ao não paralisar seus campeonatos nas datas Fifa

Últimas notícias -    

A orelha de Tite está fervendo desde que anunciou ontem a lista dos jogadores convocados para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, em setembro. Torcedores de Flamengo, Cruzeiro e Corinthians estão amaldiçoando o treinador por ter chamado jogadores de seus times, o que significa que desfalcarão a equipe em momentos importantes da temporada.   A ira destas pessoas deveria ser direcionado à CBF e não ao técnico da seleção. Há anos a entidade deixa o treinador da seleção, seja ele Tite, Zagallo, Parreira, Mano ou qualquer outro, numa saia justa toda vez que tem convocação para jogos nas datas Fifa. Se tratasse o futebol brasileiro com a seriedade e o respeito que ele merece, não haveria jogos enquanto a seleção estivesse convocada. É assim em praticamente todo o mundo. E impensável, por exemplo, ver o técnico francês Didier Deschamps, campeão do mundo na Rússia, fazendo qualquer tipo de concessão ao convocar a seleção francesa. Ele convoca quem quer já que não há jogos oficiais no período de data Fifa. Nem na França e nem em qualquer outro país europeu. “Minha responsabilidade é com a seleção, mas também tenho que olhar o outro lado. Tentei equilibrar isso chamando apenas um de cada time. Eu tenho que dar a oportunidade aos atletas que merecem isso”, justificou Tite.  Os jogadores também ficam entre a cruz e a espada. Convocado pela primeira vez, Lucas Paquetá estava eufórico ontem, ao mesmo tempo que os torcedores execravam Tite pela convocação. “Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida. Estou muito contente. Preciso agradecer aos companheiros e ao Flamengo, que me deram todo o suporte para que esse sonho fosse possível”, vibrou o jogador.  Os rubro-negros não gostaram nada. A começar pelo presidente Eduardo Bandeira de Melo. “Estamos indignados. A CBF não está nem aí para os clubes, eles só pensam em ter o jogador lá treinando”, reclamou.      

Fonte: http://www.jb.com.br/esportes/noticias/2018/08/18/cbf-boicota-trabalho-do-treinador-ao-nao-paralisar-seus-campeonatos-nas-datas-fifa/
 

 */ ?>