‘As quatro estações’, de Vivaldi, óperas e concerto para violoncelo terão preços populares

Últimas notícias -    

Com preços entre R$ 10 e R$ 10, o Theatro Municipal e a Sala Cecília Meireles enchem o fim de semana de música erudita, apresentando peças de compositores que vão de Bizet a Rossini, de Dvórak a Vivaldi. Amanhã, às 19h30, e domingo, às 17h, o Coro do Theatro Municipal se apresenta com a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), em um programa que se divide entre dez passagens de óperas, de seis compositores. Sob a regência do diretor e maestro titular do coro, Jésus Figueiredo, Joias da Ópera lembra, do francês Georges Bizet (1838-1875), o Prelúdio do primeiro ato e o Quinteto do segundo ato de “Carmen”; do brasileiro Carlos Gomes (1836-1896), o “Noturno” da ópera Condor e o duo do terceiro ato de “Fosca”; e do italiano Gaetano Donizetti (1797-1848), a abertura de “Don Pasquale” e o sexteto de “Lucia di Lammermoor”. A OSB e o Coro do Municipal também apresentam a Abertura da opereta “O morcego”, do austríaco Johann Strauss II (1825-1899), o Septeto do segundo ato de “A viúva alegre”, do húngaro Franz Lehár (1870-1948). O encerramento é com mais um compositor representado por duas obras: o italiano Gioachino Rossini (1792-1868), com a abertura de “Guilherme Tell” e o “Grande Concertato final”, do primeiro ato da ópera “A italiana na Argélia”. Jésus Figueiredo afirma que a ideia é mostrar um pouco da produção francesa, brasileira, italiana e alemã, em momentos distintos, valoriza diferentes conjuntos de vozes do coro. No domingo, mais cedo, às 11h30, a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal celebra Antonio Vivaldi (1678-1741), um dos principais compositores italianos do período barroco, sob a regência de seu maestro titular Claudio Cruz, desde maio no ofício. Com as solistas Luiza Lima (soprano), Noeli Mello (mezzo-soprano) e Andressa Inácio (contralto), a orquestra executa “Glória”, da “Missa latina”, peça coral mais famosa de Vivaldi. Ela foi composta por volta de 1715, na Veneza natal de Vivaldi, para o coro do Ospedale della Pietà, orfanato para meninas, onde o compositor era professor de música e violinista. Na outra apresentação da programação matinal, o maestro também assume os solos de violino em “As quatro estações”. Com três movimentos, cada, o conjunto de quatro concertos para violino e orquestra é, sem dúvida, a peça mais conhecida de Vivaldi, dentre as mais de 200 que o veneziano compôs para seu instrumento. Escrito em 1723, descreve, em cada concerto, cada uma das quatro estações do ano Violinista desde a infância, Claudio Cruz define o desafio de tocar e reger simultaneamente como “um risco calculado, um risco bom, que causa uma tensão e uma atenção”, em relação ao que tocam os colegas e ao próprio instrumento.  “Acaba sendo uma espécie música de câmara, como se tocasse em um quarteto aumentado”, diz o maestro, que também se apresenta como violinista no Quarteto Carlos Gomes – vencedor do Prêmio Bravo! deste ano – destacando a formação mais reduzida, com quatro primeiros violinos, quatro segundos violinos, seis violas, seis cellos e dois contrabaixos – Em “Glória”, além das solistas de voz, a orquestra ainda tem um órgão, um trompete e um oboé. O mesmo Cláudio Cruz estará amanhã e no sábado na Sala Cecília Meireles, onde regerá a Orquestra Petrobras Sinfônica e o violoncelista Antonio Meneses – vencedor do prêmio Tchaikovsky de 1982 –, no “Concerto para violoncelo em si menor, Opus 104”, do tcheco Antonin Dvorák (1841-1904). O programa ainda inclui “Vltava” (“A Moldávia”), do poema sinfônico “Má vlast” (“Minha terra”), peça mais conhecida do também tcheco Bedrich Smetama (1824-1884). ---------- SERVIÇO THEATRO MUNICIPAL. Praça Floriano, s/n - Cinelândia. Tel.: 2332-9191. “Joias da ópera”: sexta, às 19h30, e domingo, às 17h; ingressos de R$ 10 a R$ 80. “Vivaldi – As quatro estações” e “Glória”: domingo, às 11h30; ingressos de R$ 10 a R$ 60.  SALA CECÍLIA MEIRELES. Rua da Lapa, 47, Lapa. Tel.: 2332-9223. Sexta e sábado, às 20h: “Concerto para violoncelo em si menor”, de Dvórak; e “Vltava”, de Smetana. Ingressos a R$ 40. 

Fonte: http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2018/08/23/as-quatro-estacoes-de-vivaldi-operas-e-concerto-para-violoncelo-terao-precos-populares/
 

 */ ?>