Menu

BBC pede revisão de medidas de segurança após ataque a cinegrafista em ato de Trump

0 Comments

<p>A emissora britânica BBC pediu nesta terça-feira (12) à Casa Branca que revise as medidas de segurança, depois que um de seus cinegrafistas sofreu uma agressão durante uma manifestação de Donald Trump.</p><p>O cinegrafista da BBC Ron Skeans foi agredido na noite de segunda-feira por um defensor de Trump enquanto gritava slogans contra a mídia durante a manifestação do presidente dos Estados Unidos em El Paso, no Texas.</p><p>Skeans estava ileso e o homem, usando um boné com a legenda “Make America Great Again”, foi removido por um blogueiro do site pró-Trump Frontline America que o tirou da área ocupada pela meios de comunicação.</p><p>Paul Danahar, editor do escritório da BBC nos Estados Unidos, disse no Twitter que pediu a Sarah Sanders, a secretária de imprensa da Casa Branca, uma “revisão completa das medidas de segurança após o ataque daquela noite”.</p><p>”O acesso à área de mídia não foi monitorado”, disse Danahar. “Ninguém das forças de segurança interveio antes, durante ou depois do ataque”.</p><p>Danahar rechaçou um comunicado da campanha “Trump for President”, que expressou agradecimento pela “ação rápida dos agentes de segurança e forças de segurança”.</p><p>”Não houve ação rápida para impedir ou interromper o ataque por nenhuma agência de segurança”, disse o editor.</p><p>A Associação de Correspondentes da Casa Branca condenou o ataque.</p><p>”Estamos aliviados por desta vez ninguém ter ficado gravemente ferido”, disse o presidente da associação, Olivier Knox.</p><p>”O presidente dos Estados Unidos deveria deixar absolutamente claro para seus partidários que a violência contra os repórteres é inaceitável”, acrescentou.</p><p>O correspondente da BBC em Washington, Gary O’Donoghue, que estava cobrindo o evento de El Paso, disse que seu cinegrafista havia sido empurrado pelo agressor não identificado, “depois que o presidente repetidamente instigou a multidão pela suposta parcialidade da mídia”.</p><p>Ele afirmou que o homem tentou quebrar a câmera da BBC. “Felizmente, Ron está bem”, disse O’Donoghue.</p><p>Trump fez uma pausa quando ao notar a comoção na multidão e, apontando para os jornalistas, perguntou: “Você está bem? Está tudo bem?”.</p><p>Depois disso, o presidente retomou em seu discurso seus os ataques à imprensa referindo-se à “mídia totalmente desonesta”.</p><p> * AFP </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense