topo JF - Agência e Clipping de Notícias

 

 

 

27/06/2017 às 18:05
Pimpão lamenta gols contra Avaí: "Não pode começar uma partida como a gente começou"

 

A noite era de festa para o Botafogo: Montillo e Camilo voltavam a jogar juntos, o time vinha de quatro jogos sem perder e a vitória colocaria o alvinegro na terceira colocação no Campeonato Brasileiro. Mas esqueceram de combinar a festa com o Avaí. Os catarinenses, que haviam marcado apenas três gols em nove jogos, surpreenderam os donos da casa e marcaram logo aos cinco minutos, com o camaronês Joel - que teve passagem apagada pelo Botafogo, com dez jogos e apenas um gol. O Leão ampliou a vantagem aos 16, novamente com Joel. A essa altura, a dupla de meias do alvinegro já havia sido desfeita: Montillo sentiu a coxa e foi substituído por Guilherme, aos sete minutos.

 

Mas o time não sentiu o baque e passou a pressionar o já recuado Avaí - o goleiro Douglas Friedrich tomou cartão amarelo ainda antes do intervalo por fazer cera. O Botafogo teve 11 finalizações na primeira metade do jogo, algumas com perigo, como nas cabeçadas de Roger e de Igor Rabello e em chute de fora da área de Arnaldo. Mesmo assim, o volante Bruno Silva admitiu que o time esteve mal no primeiro tempo e disse, na saída para o intervalo, que o alvinegro não foi surpreendido pela equipe catarinense: "O Jair falou que era um jogo difícil, que era um jogo perigoso. Agora é ouvir o que o ele tem pra falar e mudar a postura porque tá feio".

 

 

Sem modificações, o Botafogo voltou com tudo após o intervalo, enquanto o Avaí se defendia e explorava os contra-ataques. Mesmo com o apoio da torcida, a pressão alvinegra não surtiu efeitos, muito por conta da atuação segura do goleiro Douglas. O time finalizou 24 vezes no jogo mas esbarrou no goleiro avaiano, que fez grandes defesas. O técnico Jair Ventura sacou o meia Camilo e pôs o jovem Leandrinho no lugar; depois lançou também o garoto Pachu na vaga do zagueiro Igor Rabello, botando o time todo para frente. O Avaí teve apenas uma chance de gol no segundo tempo, em finalização de Júnior Dutra que acertou a trave.

 

O atacante Rodrigo Pimpão criticou o início de jogo sonolento do Botafogo: "Não pode começar uma partida como a gente começou. A gente falou sobre isso. A equipe deles veio com uma proposta de buscar o contra-ataque e conseguiram". Ele ainda lamentou as chances perdidas pela equipe e o dia inspirado do goleiro adversário: "Tem dia que é assim. Mas não podemos ficar pensando nisso porque temos uma decisão agora na quinta-feira", disse Pimpão.

 

Com  a derrota, o Alvinegro perde a oportunidade de voltar ao G-6. Agora, o clube volta a atenção para a Copa do Brasil. A equipe viaja até Belo Horizonte, onde enfrenta o Atlético-MG na quinta (29), às 19h30 no Independência, em jogo válido pelas quartas de final do torneio. Pelo Campeonato Brasileiro, a equipe tem parada dura pela frente: enfrenta o líder e invicto Corinthians no domingo (02), em Itaquera, às 16h.

Loading...


 

Loading...
 

 

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins diários:

 

 

 

 

Leitores On Line