topo JF - Agência e Clipping de Notícias

 

 

 

27/06/2017 às 19:13
Ataque aéreo liderado pelos EUA mata 57 pessoas na Síria, dizem ativistas

 

BEIRUTE — Um ataque aéreo que teria sido provocado por aviões da coalizão liderada pelos Estados Unidos matou 57 prisioneiros em uma cidade no Leste da Síria controlada pelo Estado Islâmico, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos nesta terça-feira. Um porta-voz da coalizão informou que em breve divulgaria um comunicado.

 

Imagem mostra fumaça sobre o lado sírio da fronteira entre os dois paísesIsrael bombardeia posições na Síria como retaliação a disparos

"O bombardeio apontado a uma prisão do EI na cidade de Mayadin na segunda-feira ao amanhecer provocou a morte de 42 civis encarcerados e 15 jihadistas", disse o diretor do OSDH, que monitora o conflito na Síria, Rami Abdel Rahman. O Estado Islâmico expôs os corpos das vítimas na rua, contou, citando fontes locais.

 

Mayadin está situada na província de Deir Ezzor, dominada em grande parte pelo EI e bombardeada regularmente por aviões da coalizão, Síria e Rússia.

 

Nesta segunda-feira, a Casa Branca advertiu o presidente da Síria, Bashar al-Assad, de que ele e seu exército "pagarão um preço alto" se conduzirem um ataque com armas químicas, e disse que os Estados Unidos têm motivos para acreditar que tais preparações estão em andamento. Um ministro do governo sírio, contudo, negou as acusações.

 

A Casa Branca disse em comunicado divulgado na noite de segunda-feira que os preparativos pelo governo da Síria são semelhantes àqueles realizados antes do ataque com armas químicas do dia 4 de abril que matou dezenas de civis e fez com que os presidente norte-americano, Donald Trump, ordenasse o lançamento de um míssil em uma base aérea da Síria.

 

"Os Estados Unidos identificaram possíveis preparações para outro ataque de armas químicas pelo regime de Assad, que provavelmente resultaria no assassinato em massa de civis, incluindo crianças inocentes", disse o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer. "Se... Assad conduzir outro ataque de assassinato em massa usando armas químicas, ele e seu Exército pagarão um preço alto".

 

Autoridades da Casa Branca não responderam de imediato a pedidos por comentários sobre potenciais planos dos Estados Unidos ou sobre os dados de inteligência que instigaram o comunicado sobre as preparações da Síria.

Loading...


 

Loading...
 

 

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins diários:

 

 

 

 

Leitores On Line