topo JF - Agência e Clipping de Notícias

 

 

 

05/06/2017 às 22:34
Com a situação mais crítica da Serra, Lages tem 12 bairros afetados e 270 pessoas desabrigadas pe
Com a situação mais crítica da Serra, Lages tem 12 bairros afetados e 270 pessoas desabrigadas pelas cheiasCom a situação mais crítica da Serra, Lages tem 12 bairros afetados e 270 pessoas desabrigadas pelas cheias Carlos Alberto Becker/Prefeitura de Lages

Em elevação, o rio Carahá, que corta Lages, já inundou bairros e preocupa moradores

Foto: Carlos Alberto Becker / Prefeitura de Lages

Com mais de 406 milímetros (mm) de chuva registrados em 14 dias, dos quais 91mm apenas das 18h de domingo às 18h desta segunda, Lages é o município da Serra catarinense mais afetado. A quantidade de chuva em duas semanas é o equivalente a mais de três meses na cidade. Já são cerca de 6 mil pessoas atingidas e cerca de 270 desabrigadas. A cidade tem seis abrigos abertos, que devem receber mais pessoas durante a madrugada.

Doze bairros são os mais impactados, três deles em estado crítico: Várzea, Habitação e Caça e Tiro. O rio Carahá, que corta a cidade, tem subido de 10 centímetros a 12 centímetros por hora. Por volta das 21h, estava em 7,30 metros. Além do Carahá, a chuva atinge outros rios da bacia, como Caveiras e do Ponte Grande. Conforme a Defesa Civil, o represamento do Rio Caveiras preocupa porque contribui para a elevação do nível do Carahá. 

Foto: Carlos Alberto Becker / Prefeitura de Lages

Desde quinta-feira a cidade decretou situação de emergência. Segundo assessoria de comunicação da Defesa Civil de Lages, desde 2011 a cidade não registrava uma cheia tão intensa como essa. Como a previsão é de uma chegada de nova frente fria para quinta e sexta-feira, o município segue em alerta para o caso de a situação se agravar.

A assistência humanitária da Defesa Civil distribuiu 288 cestas básicas, além de kits de limpeza, higiene pessoal e colchões nos bairros. O ginásio Jones Minosso, no bairro Universitário, está concentrando o depósito de doações, que também estão sendo recebidas pela Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e prefeitura em diversos postos. 

Foto: Marcelo Pakinha / Prefeitura de Las

Cidades da Serra decretam situação de emergência

Na região, Correia Pinto, São José do Cerrito e Otacílio Costa vão decretar situação de emergência nesta terça-feira. As cidades registraram interrupção de estradas e pontes por queda de barreiras e inundação no interior. Em Correia Pinto, são cerca de 70 pessoas desabrigadas, assim como em Otacílio Costa. Ambas ativaram um abrigo cada uma. São José do Cerrito não tem desabrigados. 

– Está um pouco mais confortável agora. A Epagri Ciram informou que dá uma amenizada até quarta-feira e quinta chove um pouco mais forte. A gente espera que escoe a água até quinta-feira, para que suporte essas chuvas – afirma o coordenador regional da Defesa Civil de Lages, Luiz Falcão Maganin.   

Em Correia Pinto, os rios Tributo, Pombas e Canoas preocupam. Em Otacílio Costa, o Desquite e o Canoas. O nível dos rios seguem subindo até a manhã desta terça, principalmente o Rio Canoas. 

– Estava muito fácil administrar o quadro até no domingo, porque foi evoluindo gradativamente e a gente conseguiu retirar algumas famílias preventivamente. Mas no domingo veio um volume que a gente não esperava nem um terço – diz Maganin. 

Todas as escolas da rede pública municipal e estadual de Lages suspenderam as aulas. Na regional de Lages, 44 escolas estaduais de 12 cidades estão de portas fechadas.

Loading...


 

Loading...
 

 

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins diários:

 

 

 

 

Leitores On Line