Evento discute rota de turismo integrada no Sul do Brasil
topo Leitores On Line

Evento discute rota de turismo integrada no Sul do Brasil

Encontro Catarinense de Hoteleiros, que ocorre até amanhã, no CentroSul, em Florianópolis, autoridades se reuniram para discutir o futuro do turismo no sul do Brasil. O projeto “O Sul é meu destino” visa a divulgação de uma rota integrada entre Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

Entre os presentes estavam o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, os diretores-presidentes da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis dos três estados do sul do país, o secretário de Turismo, Cultura e Esporte do Estado de Santa Catarina, Leonel Pavan e o diretor-presidente do Beto Carrero World e presidente do Conselho Estadual de Turismo de Santa Catarina, Rogério Siqueira.

Lummertz destacou a qualificação da hotelaria para o crescimento do turismo. O presidente da Embratur afirmou que o país pode fazer muito pelo turismo, mas que é necessário mudar o patamar em que ele se encontra, pois antes de mais nada, turismo necessita do desenvolvimento econômico, também de outros setores do país.

Neste viés, ele ainda salientou as dificuldades encontradas para o setor turístico no Brasil, devido a sua legislação extremamente rígida, e deu exemplos de outros países que se tornaram cases de sucesso do turismo mundial, como China, Estados Unidos e Japão, que segundo ele, não tentam comprimir o turismo.

“Eu desejo saudar aqui as pessoas que estão envolvidas no projeto de transformar isto em um projeto Sul e contam com o total apoio do Ministério do Turismo para que nós possamos construir este ambiente na mente do Brasil e do mundo”, finalizou o presidente.

Leonel Pavan chamou a atenção do público para as riquezas do sul do país, que tem de forma integrada sua cultura, etnias, o roteiro cervejeiro e o da vinicultura. Destacou também a importância de manter o turista por mais tempo nos três estados mas, segundo ele, para que isso aconteça é necessário ter uma oferta que desperte a curiosidade dos viajantes. O secretário afirmou que o Brasil precisa parar de olhar o sul do país apenas como uma região muito rica, mas como rica em belezas naturais, em cultura, inovação e que oferece ao turista as quatro estações do ano.

Já a vice-presidente de turismo da Federação das Associações Comerciais de Santa Catarina (Facisc), Magda Bez trouxe os números sobre o ambiente de negócios e a condição que circunscreve o ciclo de vida das empresas. Ela abordou a importância das ações de capacitação de toda a estrutura do setor turístico e assim como Vinicius Lummertz destacou a extrema burocratização dos novos investimentos no turismo nacional e a importância de facilitar as novas oportunidades para que o crescimento do turismo seja mais visível e progressivo.

“O &39;Sul é meu destino&39; é o primeiro passo para um processo integrado também das entidades que precisam estar juntas e se envolver. Não podemos deixar para os outros fazerem, temos que ir lá e tomar a atitude. Isso é fundamental para a profissionalização do turismo no sul do país, trabalhando em conjunto com os três estados e com o trade turístico”, reiterou Magda Bez.

Siqueira afirmou que a origem da ideia para o projeto “O Sul é meu destino” provavelmente surgiu no Beto Carrero World, já que o fundador do parque sempre defendeu a integração do turismo na região. Além disso, ele trouxe os números crescentes do parque que somente no mês de julho teve 240 mil visitantes, o que também aumenta o fluxo dos hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos da região.

A importância do trade turístico para a consolidação de um destino foi outro ponto evidenciado por Rodrigo, que associa o case de sucesso do parque com um esforço integrado do trade de oferecer um pacote completo, com a capacitação junto das agências de turismo, uma mídia segmentada e a integração dos Conventions Visitors Bureau de Florianópolis, Balneário Camboriú, Blumenau e Joinville.

Por fim, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) no Rio Grande do Sul, Abdon Barreto Filho, representando as sedes estaduais da ABIH no Sul do país falou da importância do projeto e seus reflexos na hotelaria. Para o empresário, “O sucesso de um destino turístico são as experiências no seu núcleo receptor, principalmente o atendimento, encantamento e toda hospitalidade dos meios de hospedagem”, afirmou Barreto Filho. 


Fonte: Floripa News

Loading...

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins diários:

ASSINATURA JORNAL FLORIPA
Leitores On Line