<p>Depois de subir 2,4% em novembro, o faturamento industrial voltou a apresentar expansão em dezembro de 2018, conforme dados divulgados nesta sexta-feira, 1º de fevereiro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com o mês anterior – e excluindo os efeitos de calendário – o faturamento real das fábricas brasileiras subiu 1,1% em dezembro do ano passado.</p><p>O volume faturado em dezembro pelo setor foi idêntico ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando as vendas de 2018 como um todo, o desempenho foi 4,1% superior ao de 2017.</p><p><strong>Horas trabalhadas</strong></p><p>Já a quantidade de horas trabalhadas na indústria subiu 0,1% em dezembro ante novembro. Em relação a dezembro de 2017, houve um recuo de 3,2% nas horas trabalhadas. No acumulado de 2018, o tempo de trabalho na produção foi 0,2% maior que o verificado no mesmo período do ano anterior.</p><p><strong>Capacidade</strong></p><p>Em dezembro, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) no parque industrial brasileiro avançou 0,5 ponto porcentual, passando de 77,0% para 77,5%, de acordo com dado ajustado. Em dezembro de 2017, a UCI estava em 77,6%.</p><p><strong>Emprego</strong></p><p>O emprego na indústria apresentou expansão de 0,9% em dezembro ante novembro do ano passado, informou a CNI. O porcentual já está livre de efeitos sazonais.</p><p>O nível de emprego da indústria brasileira em dezembro foi 0,1% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando todo o ano de 2018, o emprego na indústria foi 0,2% maior que o acumulado no ano anterior.</p><p><strong>Massa salarial</strong></p><p>Já a massa salarial real dos trabalhadores da indústria cresceu 1,6% em dezembro ante novembro. Na comparação com dezembro de 2017, a massa de salários paga na indústria subiu 1,0%. Considerando todo o ano de 2018, houve recuo de 1,5% na massa salarial na comparação com o mesmo período do ano anterior.</p><p><strong>Rendimento médio</strong></p><p>O rendimento médio dos trabalhadores do setor cresceu 1,9% em dezembro ante novembro. A renda média dos funcionários das fábricas em dezembro foi 0,9% maior que a do mesmo mês do ano anterior. No acumulado do ano, o rendimento médio recuou 1,7% ante o mesmo período de 2017.</p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense