Bagunça chamada “Brasil”

Não, não, não. O Brasil não tem jeito. Esta foi a impressão que tive ao ler a notícia sobre a cobertura do mercado público de Florianópolis.

Inaugurada em 2016, a dita cobertura custou R$ 4,2 milhões. É um telhado que abre e fecha através do computador.

Não se passaram três anos, essa cobertura que custou, conforme dito antes, R$ 4,2 milhões (não dá de construir um pequeno prédio com esse dinheiro?), já está repleto de problemas.

As lonas já estão caindo. As roldanas estão ficando emperradas. A sujeira acumula-se no teto (ué, nessa obra de R$ 4,2 milhões, não foi prevista a limpeza periódica e uma estrutura forte o suficiente para que operários fizessem essa limpeza?)

Aliás, lendo depois, eis a informação: na licitação da obra, não está prevista a manutenção da mesma. Pode uma coisa dessas?

Bom! O Ministério Público não resistiu e já instaurou um inquérito para investigar essa história toda.

 

Mercado Público de Florianópolis. (Foto Reprodução Site Oficial Mercado Público)

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

The post Bagunça chamada “Brasil” appeared first on Jornal Biguaçu em Foco.

Fonte: jbfoco