Casos suspeitos de coronavírus no Brasil caem para seis

As autoridades de saúde da China mudaram a forma de contar os casos de contaminação pelo novo coronavírus. A alteração ocorreu na província de Hubei, onde se concentram cerca de 70% dos casos confirmados no mundo. A partir de agora, em Hubei, não será mais necessário fazer exames detalhados, como os de sangue. Se as pessoas com sintomas de coronavírus apresentarem resultados positivos em radiografia, o caso já será considerado confirmado.

Isso fez com que o número de casos confirmados no mundo subisse, de quarta para quinta-feira, de 47 mil para 60 mil. O número de mortos pela pneumonia grave causada pelo vírus chegou a 1.370, sendo duas fora da China. Uma nas Filipinas e outra, de uma mulher japonesa, confirmada pelas autoridades nipônicas.

No Brasil, o Ministério da Saúde atualizou os dados nesta quinta-feira. O número de pessoas que apresentaram sintomas, mas ainda aguardam os resultados dos exames, caiu para seis. Lembrando que o país não tem nenhum caso confirmado para o novo coronavírus.

Os representantes do Ministério da Saúde voltaram a pedir que os brasileiros se vacinem. O país está atualmente na campanha nacional de imunização contra o sarampo e, em breve, será a vez de combater a gripe. De acordo com as autoridades de saúde brasileiras, quando a pessoa está vacinada, é mais fácil e rápido chegar ao diagnóstico para novo coronavírus e outras infecções.

Com Agências | Rádio Nacional


Outros destaques: