Egídio Serpa: O povo serve o estado

Por culpa do PSDB e do PT, que governaram o País nos últimos 20 anos e dos quais o MDB foi importante aliado, o Estado brasileiro é hoje usado para finalidades que não são as republicanas. Consequência, as principais despesas públicas são, primeiro, destinadas ao pagamento dos juros da dívida do setor público; segundo, para o pagamento dos servidores públicos; terceiro, para o pagamento das aposentadorias dos servidores públicos. Quem está a dizer isto – e a repetir com ênfase em todas as suas entrevistas – é o ministro da Economia, Paulo Guedes, na opinião do qual “houve uma inversão de valores no Brasil, porque aqui é o povo que serve o Estado e não o contrário”. Guedes lembra que a Inconfidência Mineira foi uma tentativa de revolução contra os impostos que, na época do jugo português, chegaram a 20% do PIB, “o quinto dos infernos”. Hoje, estão em 36% do PIB. Para consertar tudo o que está errado – e é muita coisa – não será necessária uma revolução, mas um conjunto de medidas duras que recoloquem o País em ordem, a começar pela Reforma da Previdência. Deputados e senadores precisam entender isso, mas sem o toma lá dá cá. Todo o esforço de Paulo Guedes será no sentido de convencer o Parlamento de que ou se faz essa reforma ou qualquer tentativa de ajuste fiscal fracassará.

Carajás

Inaugurada na semana passada, a gigantesca loja da Carajás Home Center, na Maraponga (são 10 mil m² em um terreno de 28 mil m²), ganhará brevemente uma galeria comercial que terá farmácia, restaurante, casa lotérica, sorveteria e lavanderia, tudo como já existe em sua unidade de Juazeiro do Norte. Objetivo: criar mais tráfego na loja, que, vale lembrar, tem ainda uma área de estacionamento para quase 1 mil automóveis.

Airbnb

Sem ser dono de um só hotel ou apartamento, o Airbnb – plataforma mundial de aluguel de imóveis por temporada ou não – registrou no Brasil em 2018 um crescimento de 71%. Significou a chegada de 3,8 milhões de hóspedes em imóveis alugados em dezenas de cidades brasileiras – Fortaleza no meio.

Casa dos ventos

Comandada pelo empresário cearense Mário Araripe, a Casa dos Ventos – maior desenvolvedora brasileira de projetos de energia eólica – celebrou com a Vale contrato de fornecimento de energia ao parque eólico Folha Larga Sul, na Bahia. Com potência instalada de 151,2 MW, o projeto terá energia contratada por 23 anos, o maior prazo já assegurado por um parque eólico no Brasil. O investimento na planta – de R$ 750 milhões – será totalmente de responsabilidade da Casa dos Ventos. A operação comercial começará no primeiro semestre de 2020.

Agronegócio

Em 2018, as exportações brasileiras do agronegócio alcançaram o valor recorde nominal de US$ 101,69 bilhões – crescimento de 5,9% em relação aos US$ 96,01 bilhões exportados em 2017. O recorde anual anterior ocorreu em 2013, quando o País exportou US$ 99,93 bilhões em produtos do setor.

Estágio no iel

Ligado à Fiec, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-Ceará) abriu inscrições para estágios em Estatística, Educação Física, Ciências Contábeis, Designer Gráfico, Administração de Empresas, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Marketing, Técnico em Eletrotécnica ou Eletrônica e Engenharia de Alimentos. Para concorrer a uma das poucas vagas, o estudante deve acessar o site do IEL.

Chuvas

Tem chovido muito nos últimos dias no interior. Mas em volume ainda insuficiente para encher os grandes açudes.

Fonte: diariodonordeste