Enviado da ONU alerta para risco de guerra 'longa e sangrenta' na Líbia

<p>O enviado da ONU para a Líbia advertiu, nesta terça-feira, que a ofensiva à capital Trípoli é “apenas o início de uma guerra longa e sangrenta” que poderá se estender pela região.</p><p>”Não sou adivinho, mas a violência nos arredores de Trípoli é o prenúncio de uma guerra longa e sangrenta na costa ao sul do Mediterrâneo, que coloca em risco a segurança dos vizinhos da Líbia e de toda a região do Mediterrâneo”, afirmou Ghassan Salamé ao Conselho de Segurança.</p><p>Salamé acrescentou que muitos países fornecem armas ao governo internacionalmente reconhecido em Trípoli, bem como às forças do marechal Khalifa Haftar.</p><p>Apoiado pelo Egito e pelos Emirados Árabes Unidos, Haftar lançou uma ofensiva em 4 de abril para tomar a capital, mas suas tropas foram contidas nos arredores do sul Trípoli.</p><p>Sem uma ação imediata para cortar o fluxo de armamentos, a “Líbia vai mergulhar numa guerra civil que pode levar a uma divisão permanente do país”, advertiu o enviado.</p><p> * AFP </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense.