Idosa tem bolsa furtada por motorista de aplicativo em Florianópolis

Uma mulher de 89 anos está penando para reaver os seus pertences, ou ao menos espera que a polícia alcance e enquadre uma motorista de Uber que a levou do Centro para Jurerê no dia 7 de março.

Ao descer do carro para abrir o portão, a condutora foi embora com a bolsa da senhora, onde estavam dinheiro, documentos e telefone celular.

O episódio foi reportado à empresa que, segundo familiares da vítima, diz não se responsabilizar por “objetos esquecidos”.

A questão é: se foi esquecimento, quem teve lapso de memória foi a motorista, que não procurou a passageira.

Pouca gente sabe, mas há um norma que prevê o pagamento de R$ 15 ao uberista – cobrado do cliente, claro – quando ele devolve objetos esquecidos no veículo. Se nem isto houve, parece mesmo um caso de furto.

A idosa registrou boletim de ocorrência e aguarda a colaboração do aplicativo de transporte de passageiros.

****“A Uber está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações”