Prefeitura de São Paulo volta atrás e revoga bandeira 3 para taxistas

Menos de 10 dias depois de criar a tarifa bandeira 3, a prefeitura voltou atrás e revogou a norma.

A bandeira 3 permitia a cobrança de 30% a mais sobre a bandeira 2, que já cobra uma tarifa 30% mais alta que bandeirada normal do táxi.

A tarifa só poderia ser aplicada em viagens iniciadas na saída de grandes eventos, como espetáculos, feiras, congressos, eventos esportivos ou oficiais.

A tarifa era uma reivindicação dos taxistas que trabalham em frotas, numa tentativa de concorrer com os aplicativos e que alteram a tarifa de acordo com a demanda, a chamada tarifa dinâmica, como explicou o presidente do Sintetaxi, Antônio Matias.

Mas a bandeira 3 foi anulada a pedido de outra categoria de taxistas, os autônomos, que comemoraram a revogação, como explicou o porta voz do Sinditaxi, Giovanni Romano.

Atualmente, São Paulo tem cerca de 39 mil taxistas. Pouco mais de 3 mil são motoristas que trabalham em frota. Os outros são autônomos.

Fonte: Rádio Nacional