Rêgo Barros se despede da ativa após 44 anos de serviço militar

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, se despediu nesta quarta-feira (11) do serviço ativo do Exército. A cerimônia no Batalhão do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, em Brasília, contou com a presença do presidente em Exercício, Hamilton Mourão.

 

Rêgo Barros é general de divisão do Exército e passou para a reserva em 31 de julho deste ano. Em seu discurso, o general agradeceu pelos seus 44 anos de serviço militar e lembrou dos “companheiros que ficaram ao longo do caminho”, em especial aqueles que morreram no terremoto no Haiti, em 2010, durante a atuação da Minustah, a Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti.

 

“Dispo-me hoje corporalmente deste verde-oliva, mas jamais o farei da minha alma. A partir de agora esta alma estará a cada dia a proteger os interesses da nossa instituição. Instituição que vivencia junto a sociedade uma confiança inigualável”, disse.

 

Até integrar a equipe do presidente, Jair Bolsonaro, o general era o chefe do Centro de Comunicação Social do Exército, cargo que ocupava desde 2014. Como chefe do Centro, Rêgo Barros era um dos principais assessores do então comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que também deixou o posto no início deste ano para integrar a equipe do GSI, o Gabinete de Segurança Institucional.

 

Rêgo barros foi assessor da extinta Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), onde participou da organização do livro Desafios Estratégicos para a Segurança e Defesa Cibernética. Atuou na Cooperação Militar Brasileira no Paraguai e na Minustah.

 

Entre as missões como oficial general, Rêgo Barros comandou a força de pacificação nos complexos do Alemão e da Penha, no Rio de Janeiro, e a segurança da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20.

 

Natural do Recife, o porta-voz da Presidência tem 59 anos e ingressou na carreira militar em 1975 como aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Exército.

Fonte: Rádio Nacional