Viva Maria: Jogo do amor pode perder para a bola em dia de Campeonato Brasileiro

É hoje! Muita gente vai passar o dia trocando mensagens pelo WhatsApp com segundas intenções. E à noite, muita produção!

 

Super lingerie, meia calça, cinta liga, maquiagem, perfume… Tudo em nome de uma declaração de amor capaz de acelerar as batidas do coração de qualquer mulher apaixonada.

 

Só que para evitar frustrações, Maria, prepare-se para dividir as atenções desse Dia dos namorados com uma rival imbatível: a bola de futebol.

 

No “jogo da sedução”, logo mais, a partir das 21h30, ela promete entrar em campo para despertar a paixão de pelos menos 40 milhões de torcedores. Esse, o tamanho da torcida do Flamengo. Sem falar dos torcedores do CSA, que também prometem marcar presença na nona rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Haja coração!

 

Por tudo isso, se o seu companheiro torce para qualquer um desses dois times, a noite promete. Só que ao invés do cálice de vinho, cerveja. E os bombons de cereja, muito, provavelmente, serão trocados por outros petiscos.

 

Diante disso, antes que você comece a se sentir rejeitada ou preterida, achando que o seu amor não lhe deu “bola” justo no festejado 12 de junho, acolha-se agora no divã da psicóloga Lydia Rebouças, ela que é também vice-reitora da Unipaz e que está super solidária com você na pelejas entre cérebro e coração.

 

E aí Lydia? Quem diria que você teria que falar sobre a paixão pelo futebol justo no Dia dos namorados!?

Fonte: Rádio Nacional