Voluntários dão aulas em RR para preservar línguas indígenas Macuxi e Wapichana

A preservação da cultura de um povo está diretamente ligada à valorização de sua língua.

 

Pensando nesta relação, em Roraima, voluntários atuam para manter vivos os dialetos Macuxi e Wapichana, os dois mais falados no estado.

 

Há dez anos, em uma parceria com a Universidade Federal de Roraima, voluntários dedicam a repassar o conhecimento a pessoas que tenham interesse.

 

A coordenadora do curso Bárbara Bethonico, explica que as aulas são voltadas para o aprendizado da gramática, além de práticas orais.

 

“A gente oferece este curso em três níveis: básico, intermediário, avançado. Cada um dentro da sua possibilidade existe a construção de textos. Às vezes uma história que tem só uma tradição oral, eles podem colocar na própria língua. ”

 

Bárbara conta ainda que durante o curso, dois outros professores atuam na confecção de dicionários das línguas.

 

Neste ano estão sendo ofertadas seis turmas. As aulas acontecem aos sábados pela manhã; começam em março e vão até maio deste ano.

 

O curso é aberto para indígenas e não indígenas.

As inscrições podem ser feitas até o dia 11 de março no Instituto Insikiran no campus Paricarana da Universidade Federal de Roraima, no Bairro Aeroporto.

Fonte: Rádio Nacional