JBS pagou R$ 600 milhões a 1.829 candidatos de 28 partidos, diz delator
topo Leitores On Line

JBS pagou R$ 600 milhões a 1.829 candidatos de 28 partidos, diz delator


Diretor de Relações Institucionais do grupo JBS, Ricardo Saud revelou, em sua delação premiada à Procuradoria-Geral da Reública (PGR), que a empresa mantinha um extenso esquema de propina com milhares de políticos brasileiros. Segundo ele, a estimativa é que aproximadamente R$ 600 milhões tenham sido pagos a 1.829 candidatos de 28 partidos diferentes.


Conhecido primeiramente como o homem que realizou o pagamento da propina de R$ 2 milhões ao senador Aécio Neves (PMDB-MG), Saud é um dos executivos da JBS que fechou o acordo de delação premiada com a PGR. Segundo o executivo, o grupo empresarial financiou diversas campanhas eleitorais, tendo atuação direta na eleição de 167 deputados federais de 19 siglas, 28 senadores e 16 governadores.


> Confira os vídeos da delação de Joesley Batista, dono da JBS


“Eleitos foram 179 deputados estaduais de 23 estados, 167 deputados federais de 19 partidos. Demos propina para 28 senadores da República, sendo que alguns disputaram e perderam eleição para governadores e alguns disputaram a reeleição ou eleição para o Senado. E demos propina para 16 governadores eleitos, sendo quatro do PMDB, quatro do PSDB, 3 do PT, 2 do PSB, 1 do PP, 1 do PSD”, destacou Saud.


A lista com valores, cargos, partidos, entre outras informações dos políticos que receberam dinheiro da JBS foi entregue por Saud aos investigadores. Segundo ele, “todos estão cientes da propina”.


Fonte: diariodonordeste

Loading...

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins diários:

ASSINATURA JORNAL FLORIPA
Leitores On Line

Leitores On Line