Menu

Maduro diz que Venezuela tem 80 toneladas de ouro depositadas na Inglaterra

0 Comments

<p>O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assegurou que as reservas de ouro que seu país tem depositadas na Inglaterra chegam a 80 toneladas e que acredita que não serão confiscadas, segundo entrevista à BBC transmitida nesta terça-feira.</p><p>”Na Inglaterra pode haver mais de 80 toneladas de um ouro legalmente venezuelano, pertencente ao Banco Central da Venezuela”, disse Maduro, submetido a fortes pressões internacionais e de seus opositores.</p><p>Com sérios problemas de liquidez agravados pelo colapso da produção de petróleo e sanções americanas, o governo venezuelano vem tentando repatriar suas reservas internacionais de ouro em Londres há meses.</p><p>”Espero que a legalidade internacional e o Banco Central da Venezuela sejam respeitados. Espero que a justiça prevaleça e que a Venezuela não seja expropriada de algo que lhe pertence”, afirmou o líder socialista.</p><p>O opositor Juan Guaidó pediu ao governo britânico para interceder junto ao Banco da Inglaterra para que não devolva a Maduro ouro e outros ativos que Caracas tem depositados.</p><p>Guaidó é reconhecido como presidente interino por cerca de 50 governos, incluindo pelo da primeira-ministra britânica Theresa May.</p><p>Maduro disse que a Venezuela precisa de seus recursos no exterior para aliviar a escassez de alimentos e medicamentos que, segundo ele, está sendo usada por Washington e pela oposição para dizer que em seu país há uma crise humanitária e, assim, justificar uma intervenção militar.</p><p>”Eles deveriam enviar um comboio com os dólares que roubaram de nós. Enviar um comboio com o ouro. É o nosso dinheiro. Então poderíamos resolver os problemas do nosso país”, disse o governante.</p><p>De acordo com um relatório publicado pela Natixis, o país latino-americano tem atualmente no Banco da Inglaterra cerca de 31 toneladas de ouro no valor de 1,3 bilhão de dólares.</p><p>Maduro estima em 10 bilhões de dólares o dinheiro congelado pelos Estados Unidos em contas venezuelanas como resultado das sanções. Washington anunciou que entregará o controle desses recursos a Guaidó.</p><p> * AFP </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense