VW revela van elétrica pensada para concorrer com Uber
>

VW revela van elétrica pensada para concorrer com Uber

GERAL -   


(Bloomberg) -- A Moia, uma divisão da Volkswagen, apresentou uma van de seis lugares movida a bateria com a qual entrará nos mercados de transporte privado e uso compartilhado de automóveis baseados em aplicativos, fazendo frente a empresas como a Uber Technologies.

A van modificada começará a circular pelas ruas de Hamburgo no segundo semestre do ano que vem, mas a Moia pretende lançar o serviço internacionalmente, disse o CEO da divisão, Ole Harms, na segunda-feira, na conferência TechCrunch Disrupt, em Berlim. Ele estima que os serviços que usarão as vans da Moia substituirão 1 milhão de carros em cidades da Europa e dos EUA até 2025.

"Queremos oferecer soluções para problemas de trânsito, como congestionamentos, poluição do ar, ruído e falta de espaço", disse Harms, no discurso de abertura. O serviço em Hamburgo começará com 200 veículos e aumentará para 1.000 nos anos seguintes, disse ele. A Moia contratará motoristas e também venderá o serviço a operadoras de frotas e prefeituras.

Sob a gestão anterior, a VW mostrou lentidão para explorar tendências como o compartilhamento de veículos. Após o escândalo do diesel, o atual CEO da empresa, Matthias Müller, começou a destinar uma quantidade significativa de recursos para essas novas oportunidades de negócios, investindo US$ 300 milhões na provedora de transporte privado Gett. A concorrente alemã Daimler, por sua vez, criou o serviço de compartilhamento de veículos Car2Go em 2008 e desde então adicionou aplicativos de transporte público e reservas de táxis à iniciativa.

A maior fabricante de automóveis do mundo somou a Moia há um ano como 13ª marca do grupo ao lado de nomes como Audi, Porsche e Skoda. O objetivo é ir além do negócio principal de produção e venda de veículos e gerar novas fontes de receita. A incursão faz parte de uma reforma mais ampla para se tornar mais ágil e preparar a empresa para uma mudança fundamental do setor em direção a carros movidos a bateria com novos recursos digitais.

Experiência agradável

Os clientes podem solicitar o serviço de carona por meio de um aplicativo. Os veículos oferecem acesso à internet rápida aos passageiros e os bancos têm lâmpadas de leitura e portas USB para recarregar smartphones ou tablets. A Moia desenvolveu o veículo em 10 meses em colaboração com a divisão de veículos comerciais leves da VW. A van conta com autonomia de mais de 300 quilômetros e sua bateria pode ser recarregada em 80 por cento em cerca de 30 minutos.

"O uso conjunto de automóveis não é uma ideia nova, mas a implementação real muitas vezes não é a ideal. Queremos combinar a eficiência da carona com uma experiência agradável para o cliente", disse Robert Henrich, diretor de operações da Moia, a jornalistas.

A Moia pretende ser uma das três maiores provedoras de mobilidade do mundo e gerar uma receita de "alguns bilhões" de euros em alguns anos, disse Harms no ano passado. Após investir um montante "significativo de centenas de milhões de euros" no projeto, a VW poderia vender uma participação minoritária na Moia, disse ele na época.



Leitores On Line