Opinião: A própria China admite que está prendendo minorias étnicas em campos

Opinião: A própria China admite que está prendendo minorias étnicas em campos

GERAL -   

  • Ng Han Guan/AP

    Entrada de mesquita, na região de Xinjiang, tem placa que diz "Ame o partido. Ame o país"

    Entrada de mesquita, na região de Xinjiang, tem placa que diz "Ame o partido. Ame o país"

“Cidadãos, por favor, fiquem calmos e relaxem, ninguém nos campos de reeducação vai morrer de fome, passar frio, ser punido ou forçado a trabalhar”. Com essas palavras, um representante da Liga da Juventude Comunista da China tentou tranquilizar parentes e amigos de membros das minorias étnicas predominantemente muçulmanas que foram levados a centros de internamento. Os detidos haviam sido “infectados por uma doença ideológica”, segundo o representante, e os campos iriam “limpar o vírus de seus cérebros”.
Ler matéria completa