Opinião: Rica e poderosa, China não pode ser envergonhada e não precisa pedir desculpas

Opinião: Rica e poderosa, China não pode ser envergonhada e não precisa pedir desculpas

GERAL -   

  • Wong Maye-E/AP

    4.jul.2017 - O chinês Meng Hongwei, então presidente da Interpol

    4.jul.2017 - O chinês Meng Hongwei, então presidente da Interpol

No mês passado, a organização internacional de polícia Interpol perdeu seu presidente, Meng Hongwei, e saiu à sua procura. Revelou-se que Meng, também vice-ministro de Segurança Pública da China, havia sido preso por agentes de segurança chineses ao retornar ao seu país natal (a sede da Interpol fica na França). Foram necessárias duas semanas para descobrir a razão: em parte como resposta aos pedidos da Interpol por informações, o órgão de supervisão interna do Partido Comunista Chinês anunciou que Meng estava sendo investigado por “possível envolvimento em atividades ilegais”. Depois a Interpol recebeu o pedido de demissão de Meng.
Ler matéria completa