Nos 90 anos de São Januário, Mauro Galvão relembra conquista da Libertadores
topo Leitores On Line

Nos 90 anos de São Januário, Mauro Galvão relembra conquista da Libertadores

O Dia

– Ex-zagueiro elege a final diante do Barcelona do Equador, em 1998, como a partida que mais o marcou jogando na Colina Histórica –

Rio – “Vou torcer pro Vasco ser campeão, São Januário meu caldeirão”, cantam os torcedores cheios de orgulho da Colina Histórica, que completa noventa anos nesta sexta-feira. A cada década, o Estádio do Vasco da Gama soma emoções a um enredo repleto de acontecimentos marcantes. Um desses momentos inesquecíveis aconteceu em 1998, ano do centenário do Gigante da Colina e que foi coroado com a conquista da Libertadores.

O título é considerado o mais importante da história do clube. Além dos torcedores que lotavam a arquibancada de São Januário e se amontoavam na marquise, um dos protagonistas da campanha memorável que deu ao Vasco o título da Libertadores, Mauro Galvão não teve dificuldade de escolher seu melhor momento vivido na Colina: a final diante do Barcelona do Equador.

“Foi o jogo que mais me marcou. O Vasco construiu toda a campanha da Libertadores em São Januário. Todos os nossos jogos como mandante foram lá. Com a torcida empurrando a gente, era muito difícil ganhar do Vasco ali. Naquele primeiro jogo da final nós conseguimos um resultado muito bom. Tinha muita gente em São Januário, provável que tivesse mais gente do que era permitido. Tinha gente em cima das marquises, foi uma loucura. Foi muito bom ter a força do nosso torcedor ali. Sabíamos que aquele jogo tinha sido praticamente a definição”, lembrou. 

Mauro Galvão se refere ao primeiro duelo da decisão da Libertadores, disputado no dia 26 de agosto de 1998. Na ocasião, o Vasco venceu a primeira partida e assegurou uma importante vantagem para o segundo jogo, que seria disputado na casa do Barcelona, em Guayaquil, no Equador. O placar terminou em 2 a 0, com gols de Donizete e Luizão.

São Januário não viu somente lágrimas de emoção ao longo de seus noventa anos. A torcida vascaína também sofreu duros golpes no famoso ‘Caldeirão’. Mauro Galvão classificou como fundamental a atuação dos torcedores nos últimos difíceis anos vividos pelo Vasco. O ex-zagueiro aproveitou para destacar a evolução que a equipe de Milton Mendes vem mostrando.

“A torcida espera pelo time, para ver o que ele pode render. A torcida do Vasco tem sido muito parceira do clube. Em todos os momentos difíceis que o Vasco tem passado nos últimos anos, tudo isso é muito forte e a torcida sempre continuou levando o time de volta para o lugar que ele tem que estar. Eles esperam pelo time, que começou agora a dar alguns sinais bons, mas a gente sabe que precisa de mais. Não pode chegar achando que está tudo resolvido.”

Reportagem da estagiária Sarah Borborema


Fonte: O Dia

Loading...

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins diários:

ASSINATURA JORNAL FLORIPA
Leitores On Line

Leitores On Line