Jornal Floripa - Consórcio chinês vai comprar a Caesars, de jogos on-line, por US$ 4,4 bilhões

Consórcio chinês vai comprar a Caesars, de jogos on-line, por US$ 4,4 bilhões

Últimas notícias -    

Jack Ma, fundador do grupo Alibaba, integra o consórcio chinês que adquiriu a Caesars - Kin Cheung / Kin Cheung/AP/02-02-2015 NOVA YORK E CHICAGO - Um consórcio chinês que inclui a desenvolvedora de jogos Shangai Giant Network Technology e o fundador da empresa de comércio eletrônico Alibaba, Jack Ma, concordou em adquirir a unidade de jogos on-line da Caesars Interactive Entertainment por US$ 4,4 bilhões em dinheiro, conforme anunciaram as companhias neste sábado. A Caesars Interective Entertainment pertence atualmente a Caesars Acquisition Co (CAC) e a Caesars Entertainment Corp. A venda da unidade será benéfica para as duas companhias associadas, que buscam recursos no momento em que iniciam uma complexa fusão. O acordo é resultado de um período de negociações exclusivas entre a Caesars Interactive Entertainment e o consórcio da Giant, reportadas pela primeira vez em 21 de julho pela Reuters. Principal unidade operacional da Caesars Entertainment, a Caesars Entertainment Operating Co (Ceoc) está envolvida em uma recuperação judicial de US$ 18 bilhões e buscando a aprovação de credores para seu plano de reestrturação. A transação entre a CAC e a empresa-mãe da Caesars Entertainment integra uma complexa rede de acordos que passam por uma varredura feita pelos credores da CEOC. As companhias chinesas estão sedentas por expansão fora do país, que impulsiona o maior mercado de jogos on-line do mundo. Em junho, Tencent Holdings, o principal grupo do setor na China, concordou em adquirir o controle da Supercell, que produz o jogo Clash of Clans, do SoftBank Group num negócio de US$ 8,6 bilhões. O negócio de jogos on-line da Caesars, conhecido como Playtika, produz jogos como Bingo Blitz e Slotomania, disponíveis na App Store da Apple. Playatika continuará a operar de forma independente, com gestão própria e mantendo sua sede em Herzliya, em Israel, após a conclusão do negócio, declararam as empresas. A Giant é uma das maiores companhias de jogos eletrônicos da China, com perto de 50 milhões de usuários ativos por mês e diversos títulos entre os mais lucrativos. O capital da empresa foi comprado em 2014 por US$ 3 bilhões por um grupo de compradores que incluía o presidente da companhia, Yuzhy Shi, e o fundo de investimento Baring Private Equity Asia. Atualmente, está avaliada em US$ 12 bilhões. O consórcio chinês envolvido do negócio inclui o fundo de investimento de Jack Ma, o Yunfeng Capital, além de China Oceanwide Holdings Group, China Minsheng Trust, CDH China HF Holdings Company e o Hony Capital Fund, declararam as empresas. A fusão entre os proprietários da Caesars Interactive Entertainment está entrelaçado à recuperação judicial da Ceoc, cujos planos de reestruturação depende de bilhões de dólares vindos de sua controladora. Os credores da Ceoc acusaram a companhia controladora de ter pilhado os melhores ativos da unidade, deixando em situação falimentar. A Caesars, por sua vez, afirma que as aquisições foram fechadas por valores justos.

Fonte: http://oglobo.globo.com/economia/consorcio-chines-vai-comprar-caesars-de-jogos-on-line-por-us-44-bilhoes-19819432

Loading...


 */ ?>